Brasil

Ligação de Crefisa com Vasco incomodou aliados no Palmeiras: ‘Pode custar a eleição’

Base de apoio da presidente no Palmeiras foi pega de surpresa com as notícias do interesse da Crefisa no Cruzmaltino

A possibilidade de José Roberto Lamacchia, conselheiro do Palmeiras e marido da presidente Leila Pereira, comprar a SAF do Vasco gerou mal-estar geral no clube alviverde.

Além da oposição, que apontou a hipótese como mais um conflito de interesse inaceitável na relação entre a holding de Leila e Lamacchia e o clube, aliados da presidente no Palmeiras também manifestaram descontentamento com o tema.

Conselheiros ouvidos pela Trivela, sob condição de anonimato, temendo represálias internas, disseram ter alertado a dirigente de que tal gesto poderia custar sua reeleição.

— O que eu disse a ela foi: ‘você tem que escolher onde a Crefisa vai estar, se é no Palmeiras ou se é no Vasco, porque não há como estar nos dois clubes ao mesmo tempo’ — afirmou uma fonte ouvida pela reportagem.

Na semana passada, por meio de sua assessoria de imprensa, Leila Pereira negou ter qualquer envolvimento com a questão, afirmando tratar apenas de assuntos relativos ao Palmeiras.

Já José Roberto Lamacchia, mais contundente, disse à ESPN: “Eu não tenho porra nenhuma com isso! Não estou fazendo negócio (com o Vasco). Eu tenho apartamento há dez anos em Nova Iorque. E não me encha o saco”.

De acordo com essa mesma fonte ouvida pela reportagem, até mesmo os aliados que não veem conflito de interesse na questão entendem que a possibilidade pode ser interpretada negativamente pelos associados do clube.

Lamacchia, afinal, é marido de Leila. E ainda que ela esteja licenciada do dia-a-dia da Crefisa e das demais empresas do grupo, continua sendo proprietária das companhias.

Existe negociação entre a Crefisa e o Vasco?

A Trivela apurou que o interesse da Crefisa pelo Gigante da Colina vem desde fevereiro. A empresa de Lamacchia, inclusive, já teria encampado um processo chamado due dilligence para entender a situação da SAF.

A reportagem apurou também que as conversas pela compra das ações da SAF, de fato, existem. Mas ainda em estágio pouco avançado. Em especial, por conta da incerteza em relação à situação da 777 Partners e da briga judicial que deve acontecer entre os sócios da Vasco SAF.

Pedrinho, presidente do Vasco, fez questão de separar a sua amizade com Lamacchia de Leila Pereira. Perguntado sobre um possível conflito de interesse em ter a Crefisa como compradora das ações da SAF, com a empresa também patrocinando o Palmeiras, o presidente do Vasco foi categórico.

– Eu sou um amigo muito íntimo do (José Roberto) Lamacchia, a Leila para mim é uma referência no que diz respeito à gestão esportiva, coragem. Só que as pessoas confundem, a minha relação com o Lamacchia não tem nada a ver com a Leila, a minha relação é direto com o Lamacchia, que sempre se mostrou muito disposto a ajudar o Vasco – disse Pedrinho, antes de completar sobre a Crefisa.

— Com relação à Crefisa, é uma empresa séria, 60 anos no mercado, não preciso nem falar. A Leila tem que estar totalmente destacada dessa relação, isso aí é uma maldade que fazem com ela, a minha relação é com o Lamacchia. Não tem conflito nenhum, não estou falando que vai acontecer, mas não tem conflito nenhum. O Lamacchia é meu amigo, tem muito interesse de ajudar o Vasco, e a Crefisa é uma empresa séria no mercado. Ponto.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo