Brasil

Corinthians não vê problemas jurídicos para registrar Ramón Díaz após anúncio

Novo técnico do Timão vive imbróglio com o Vasco por multa rescisória e ainda possuiu vínculo com o ex-clube

O Corinthians anunciou nesta quarta-feira (10) a contratação de Ramón Díaz como novo técnico. O departamento jurídico do clube entrou em contato com a CBF para se livrar de possíveis problemas no registro com o profissional, que ainda tem vínculo com o Vasco por conta de divergências na sua saída do clube carioca, em abril. 

Após uma goleada sofrida em casa pelo Cruz-Maltino para o Criciúma no início do Brasileirão, Ramón afirma ter sido demitido através de uma nota oficial publicada pela instituição em seus perfis nas redes sociais, enquanto a diretoria vascaína diz que foi o treinador que comunicou o seu desligamento ainda no vestiário após o jogo. 

O Timão não pretende se envolver neste imbróglio, mas está confiante de que não terá problemas para registrar o seu novo técnico. Inclusive, a própria equipe alvinegra ainda não protocolou a demissão de António Oliveira, desligado na semana passada. 

Qual será a comissão técnica do Ramón Díaz no Corinthians?

Com contrato até dezembro de 2025, o treinador chegará ao Timão com a mesma comissão que trabalhou com ele no Vasco. A equipe é formada por 

  • Emiliano Díaz, que também é filho de Ramón, como auxiliar;
  • Juan Romanazzi, segundo auxiliar;
  • Diego Pereira, preparador físico;
  • Damian Paz, analista de desempenho. 

O custo total da comissão técnica corintiana será de R$ 1,6 milhão por mês. 

Ramón ganhará o mesmo salário em relação ao que recebia no Vasco da Gama. Os recebimentos do restante da equipe, no entanto, serão um pouco menores, mas ainda dentro de uma quantia média no mercado. 

Os profissionais trazidos pelo treinador argentino terão autonomia para desempenharem as suas funções, mas a ideia é que eles trabalhem em conjunto com as comissões fixas do Timão. 

Diego Pereira, por exemplo, atuará em conjunto com Walmir Cruz, que hoje coordena o setor de performance corintiano, e dos preparadores Reverson Pimentel e Leandro Serafim. Já Damian Paz vai atuar com o apoio do Centro de Inteligência de Futebol (Cifut) do Corinthians, que atualmente é coordenador por Raony Thadeu.

Ramón mostrou empolgação em trabalhar no Corinthians

O técnico argentino tinha o interesse em voltar a trabalhar no Brasil e não precisou de grandes convencimentos para aceitar a proposta do Timão, mesmo tendo sido “cozinhado” por alguns dias pela equipe, que tratou Fábio Carille, técnico do Santos, como prioridade no mercado. Essa situação em específico já havia sido superada com a ajuda do empresário André Cury, que intermediou a negociação entre as partes. 

O primeiro contato pessoalmente de Ramón com o departamento de futebol corintiano aconteceu nesta quarta-feira (10), no Rio de Janeiro, onde o clube alvinegro jogará contra o Vasco, pelo Brasileirão. O novo comandante corintiano estará no estádio de São Januário para acompanhar a partida e já deve comandar os treinamentos nos próximos dias, estreando pela equipe do Parque São Jorge no confronto diante do Criciúma, na próxima terça-feira (16). 

Emiliano Díaz também está no Brasil e acompanhará o confronto. Filho e braço direito de Ramón, ele permaneceu morando no Rio de Janeiro mesmo após a demissão do Vasco. No entanto, o auxiliar passava férias com a família na Espanha e antecipou o retorno justamente por conta do acerto com o Corinthians. 

Após a saída de Ramón Díaz do Vasco, o estafe do treinador recebeu três sondagens do Oriente Médio, mas não avançou nelas. Os times interessados foram: Al-Ittihad (Arábia Saudita), Al-Jazira (Emirados Árabes) e Al-Rayyan (Qatar). O profissional, no entanto, não gostaria de trabalhar no futebol árabe e priorizou investidas sul-americanas, como a do Timão. 

Ramón Díaz não fez grandes exigências ao Corinthians

O desejo de voltar a trabalhar no Brasil foi crucial para o acerto de Ramón com o Timão. O técnico conhece bastante sobre a história do clube e externou que sempre teve grande respeito pela instituição. 

Um dos poucos pedidos feitos pelo técnico à diretoria corintiana no encontro presencial foi autonomia para trabalhar, até mesmo nas movimentações do clube alvinegro na janela de transferências que abriu nesta quarta-feira (10). 

Ramón Díaz quer fazer um diagnóstico minucioso do elenco, em parceria com os seus auxiliares e analistas, bem como a equipe do Cifut, que ele ainda não conheceu, e depois indicar perfis e atletas para a ideia de jogo que ele deseja implementar no clube do Parque São Jorge durante o seu trabalho. 

A diretoria do Timão aceitou prontamente a solicitação do novo técnico e se mostrou muito animada com o diálogo inicial.

Foto de Fábio Lázaro

Fábio LázaroSetorista

Nascido em Santos, criado em São Vicente e entregue à São Paulo. Na Trivela desde junho de 2024, como setorista do Corinthians. Passagem pelo Lance! entre fevereiro de 2020 e maio de 2024, onde cobriu Santos e Corinthians. Por lá, também coordenou pautas e estratégias digitais. Atualmente, também é repórter na rádio 9 de Julho, comentarista no programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, e narrador freelancer.
Botão Voltar ao topo