BrasilBrasileirão Série A

Corinthians não sofria quatro gols desde demissão de Adílson

O Corinthians de Tite chegou às glórias graças ao seu ótimo desempenho defensivo. Foi se aproximando dos recordes pelos poucos gols sofridos que os alvinegros conquistaram a Libertadores, assim como o setor foi importantíssimo no título do Mundial de Clubes. Na atual fase amarga dos corintianos, a defesa ainda vinha conseguindo segurar as pontas. Até este domingo. Em uma tarde recheada de falhas, a equipe de Tite foi goleada por 4 a 0 pela Portuguesa, em uma derrota que aumenta os questionamentos no Parque São Jorge.

Para relembrar a última vez que o Corinthians havia sofrido mais de três gols, é preciso voltar quase três anos no tempo. Em 10 de outubro de 2010, a equipe foi derrotada por 4 a 3 pelo Atlético Goianiense no Pacaembu. E as circunstâncias do jogo foram parecidas, com os visitantes anotando três tentos apenas no primeiro tempo, após Leandro Castán ter aberto o placar. Marcão fez 4 a 1 na volta do intervalo e, apesar de mais dois gols no fim, a reação alvinegra foi impossível.

LEIA MAIS
– Como o Corinthians se perdeu ao mudar de esquema

A derrota para o Atlético acabou custando o emprego de Adílson Batista. O técnico acumulava cinco partidas sem vitórias, embora mantivesse a terceira colocação no Campeonato Brasileiro. Catorze dias depois, Tite fazia sua estreia à frente do clube, vencendo o Palmeiras por 1 a 0 e encerrando a seca de sete compromissos consecutivos sem vencer.

Além disso, o Corinthians não era superado por quatro gols de diferença desde maio de 2005. Na ocasião, a equipe de Parque São Jorge foi atropelada pelo São Paulo por 5 a 1, em clássico válido pelo Campeonato Brasileiro. A goleada também custou o cargo do treinador Daniel Passarella, substituído por Márcio Bittercourt, mas não atrapalhou a campanha vitoriosa na competição nacional.

A fase atual do Corinthians é até mais preocupante do que as vividas nas duas derrotas anteriores. A equipe é a 13ª colocada no Brasileirão e não vence há oito partidas – a goleada por 4 a 0 sobre o Flamengo. A última vez que os alvinegros sustentaram um jejum tão grande foi em 2007, quando o time ficou sem vencer por dez jogos, entre a sexta e a 16ª rodada da Série A, na qual acabou rebaixado. O cenário está longe de ser tão preocupante quanto naquela época, mas é bom não vacilar demais.

* Agradecemos ao leitor Henrique Bittencourt pela lembrança do dado relacionado à derrota para o São Paulo

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo