Brasil

Augusto Melo garante que suposto print com dirigente do Corinthians é falso

O mandatário solicitou à Polícia Civil a instauração de inquérito sobre as supostas conversas

Presidente do Corinthians, Augusto Melo garante que são falsos os prints que circulam de uma suposta conversa entre um dirigente do clube alvinegro e Alex Fernando André, conhecido como Alex Cassundé.

As imagens mostram debate sobre o possível repasse nos valores de intermediação do contrato de patrocínio máster do Timão com a “Vai de Bet”, empresa de apostas esportivas online. 

O mandatário corintiano, inclusive, registrou boletim de ocorrência e solicitou à Polícia Civil a instauração de inquérito solicitando urgentemente a apuração e responsabilização das pessoas que, segundo ele, teriam montado as conversas. 

O assunto ganhou força nos bastidores corintianos nesta sexta-feira (21), após o jornalista Jorge Nicola ter mencionado em uma live o possível print, que durante o dia foi vazado com o nome do suposto dirigente envolvido sendo mantido em sigilo.

Diretor jurídico do Timão, Leonardo Pantaleão esteve na delegacia responsável pelo caso e acompanha de perto a situação.  

Qual é o teor da possível conversa?

Na conversa hipotética, Cassundé, proprietário da empresa responsável em contrato pela intermediação do contrato com a “Vai de Bet”, comunica sobre o depósito de um valor não revelado ao possível diretor corintiano, que pede para que uma terceira pessoa, chamada de Ninja, que seria o chefe de gabinete da presidência corintiana, pegaria a quantia. 

Na sequência, Alex diz que fará o repasse de R$ 580 mil e solicita uma conta bancária para depósito. O possível dirigente, então, envia os dados da Neoway Soluções Integradas em Serviços Ltda, empresa investigada por ter recebido da intermediária oficial os repasses que totalizaram R$ 1,04 milhão — um deles sendo justamente de R$ 580 mil. 

Cerca de três horas depois, o suposto Alex Cassundé envia para o contato que teoricamente pertence a um membro da direção corintiana o comprovante de depósito.

Cassundé tem boa relação com Augusto Melo 

A relação entre Alex Cassundé e Augusto Melo vem desde a eleição presidencial. Através da sua empresa, a Rede Social Media Design Ltda., Alex forneceu serviços de mídias digitais durante a campanha de Melo ao cargo máximo no clube alvinegro. 

O empresário foi levado à campanha e, consequentemente, ao clube por Sérgio Moura, diretor de marketing do Corinthians, licenciado após as denúncias ganharem força através da imprensa. 

Corinthians rebate rompimento de contrato pela Vai de Bet 

A “VaI de Bet” ativou uma cláusula anticorrupção para rescindir unilateralmente o contrato com o Timão após o início das investigações.

Houve um pedido de cobrança da empresa à diretoria corintiana, mas essas justificativas não foram consideradas convincentes suficientemente para a continuidade da parceria. 

Nesta quinta-feira (20), o Corinthians notificou a marca de apostas esportivas cobrando R$ 6,3 milhões, valor considerado residual do contrato e que vão além dos cerca de R$ 30 milhões que a empresa teria que pagar pelo rompimento do vínculo.

O clube alvinegro também questiona a ruptura da parceria por conta de denúncias e investigações contra uma terceira empresa e também alega a utilização da sua marca em jogos e promoções da “Vai de Bet” mesmo após a rescisão. 

Augusto sofre grande pressão no Corinthians

Além das explicações sobre o caso referente a antiga patrocinadora, Augusto Melo tem sido pressionado pelo mau desempenho corintiano em campo.

O clube não vence há quatro partidas, está na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, e isso causou protestos durante a semana. 

Na quinta-feira (20), um grupo de 30 membros da torcida Camisa 12 invadiram o Parque São Jorge, sede social do Timão, e cobraram fortemente o presidente e alguns diretores.

Já nesta sexta-feira (21) foi a vez da Gaviões da Fiel se movimentar em protesto contra a diretoria, rompendo, inclusive, com Melo, candidato apoiado publicamente pela organizada durante a eleição presidencial no fim de 2023.  

Essa pressão muito possivelmente será refletida em campo. Em caso de revés do Corinthians para o Athletico-PR, neste domingo (23), a situação do técnico António Oliveira ficará insustentável, com o português correndo grandes chances de ser demitido.

Foto de Fábio Lázaro

Fábio LázaroSetorista

Nascido em Santos, criado em São Vicente e entregue à São Paulo. Na Trivela desde junho de 2024, como setorista do Corinthians. Passagem pelo Lance! entre fevereiro de 2020 e maio de 2024, onde cobriu Santos e Corinthians. Por lá, também coordenou pautas e estratégias digitais. Atualmente, também é repórter na rádio 9 de Julho, comentarista no programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, e narrador freelancer.
Botão Voltar ao topo