Brasil

‘Coragem para jogar’: Álvaro Pacheco fala sobre o que esperar do seu time no Vasco

Novo técnico do Vasco, Álvaro Pacheco foi apresentado nesta sexta e falou sobre o começo de trabalho antes da estreia contra o Flamengo

Novo técnico do Vasco, Álvaro Pacheco terá, no total, nove dias de treinos antes da estreia no comando do time. E o primeiro jogo do técnico português pelo Cruz-Maltino será logo um clássico com o Flamengo, no próximo domingo (2), às 16h (horário de Brasília), no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O pouco tempo de trabalho, é claro, atrapalha o clube. No entanto, a expectativa é por já ver algo do estilo de Álvaro Pacheco na equipe.

Nesta sexta-feira (31), durante a sua apresentação e na primeira entrevista coletiva como técnico do Vasco — ao lado do diretor de futebol Pedro Martins, Álvaro Pacheco comentou sobre o clássico e explicou o que pode ser feito com o time em pouco tempo de trabalho com os jogadores.

— Quando chego, para a ideia de jogo fluir, precisamos de tempo. A nossa preocupação nesse momento é passar conceitos gerais da nossa linha orientadora e colocar em prática no próximo desafio. Temos que ter coragem para jogar. Pôr nossas ideias em campo. Dominar e identificar os momentos do jogo. Nunca perder equilíbrios. Estamos iniciando nosso processo — afirmou Álvaro Pacheco.

— Tivemos poucos dias, focamos em organizar a compactação defensiva, em avançar em bloco, dar nuances do processo ofensivo. Para sermos uma equipe objetiva e pragmática para não se expor tanto. Tem sido fantástico. Meu grande objetivo é fazer os vascaínos olharem o time e saber que a equipe nunca vai desistir e sempre vai lutar pelos três pontos. Acredito muito que faremos isso com essa equipe — completou o treinador.

Álvaro Pacheco fala em ‘DNA do Vasco’

O novo técnico também falou sobre o fato de enfrentar um rival que já tem uma base de time formada há mais tempo e com um treinador que já está no clube desde 2023. Para Álvaro Pacheco, isso não impede o Vasco de buscar a vitória. Mas, para isso, é preciso buscar o “DNA do Vasco”.

— A estratégia (contra o Flamengo) não vou dizer. Enfrentaremos um time que lutará pelo título do Brasileirão. Eles já se conhecem há mais tempo e conhecem o treinador, vêm de um trabalho mais longo. Mas antes de qualquer jogo, podemos vencer. Sabendo o que somos capazes de fazer e mostrar que o que treinamos pode nos trazer a vitória. Ter coragem e jogar para ganhar. Esse é o DNA do Vasco. Nesse momento, nossa ideia de jogo não está tão sólida como estará daqui a um mês. Mas sempre jogar para ganhar. Isto é ser Vasco. Isto é ser Gigante da Colina — disse Álvaro Pacheco.

Primeiras impressões do elenco do Vasco

Anunciado no começo da última semana, Álvaro Pacheco só começou a trabalhar com o elenco do Vasco na última sexta-feira (24). Ainda com pouco tempo de trabalho, o português foi só elogios ao grupo de jogadores que encontrou no CT Moacyr Barbosa.

— Tenho um grupo fantástico. Quando chegamos a um time, sabemos que o elenco tem uma identidade. Entre os jogadores, criam-se relações, identidade. Um grupo solidário, que gosta de partilhar momentos. Um elenco ambicioso. Isso é o mais importante. Essa é a grande característica que encontrei nesse elenco. Eles têm uma disponibilidade muito grande de aprender coisas novas. A ideia de jogo tem que ser passada de forma apaixonada. Se formarmos uma equipe com intensa, aguerrida, corajosa, temos que colocar isso em todos os momentos. Essa é minha forma de ser — finalizou Álvaro Pacheco.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo