BrasilCopa do Nordeste

Finalmente a Copa do Nordeste será, em 2015, de todo Nordeste

O Nordeste finalmente estará completamente representado na Copa do Nordeste, o regional de maior sucesso do Brasil. A decisão já tinha sido tomada em fevereiro e foi ratificada em reunião no início de junho. O blog do Cassio Zirpoli relata que não só os dois estados foram incluídos, mas uma briga interna fez com que Pernambuco perdesse uma vaga no regional. Com isso, o Santa Cruz, quarto representante, ficou fora.

LEIA TAMBÉM: Copa do Nordeste precisa do Maranhão e do Piauí, não do Flamengo

A questão que causou discórdia foi criada porque o atual campeão da competição é o Sport. Com o aumento de 16 para 20 vagas, a reunião de 17 de fevereiro definiu que seriam incluídas uma para o Maranhão e outra para o Piauí, uma para o campeão e uma para o time de melhor ranking da CBF entre os não classificados, válidos para os times da região. Assim, a competição teria todos seus participantes. Mas a reunião no início de junho, pouco antes da Copa, mudou tudo isso.

Maranhão e Piauí fizeram pressão porque teriam só uma vaga, enquanto os outros estados teriam duas e Pernambuco e Bahia três cada. A proposta votada em junho foi tirar a vaga do campeão, que faria com que Pernambuco tivesse quatro representantes, e dar duas vagas por estado, com Bahia e Pernambuco mantendo três vagas. O campeão não teria vaga garantida – o Sport, detentor do título, participaria por ser campeão estadual de 2014.

Isso significa que o Santa Cruz, quarto colocado no Pernambucano, fica fora do torneio. Os pernambucanos que disputarão a competição serão Sport, Náutico e Salgueiro, vencedor da disputa de terceiro lugar no estadual. Veja quem irá participar do Nordestão em 2015:

Pernambuco: Sport, Náutico e Salgueiro

Bahia: Bahia, Vitória e Serrano

Alagoas: Coruripe e CRB

Ceará: Ceará e Fortaleza

Maranhão: Sampaio Corrêa e Moto Club

Paraíba: Botafogo e Campinense

Piauí: River e Piauí

Rio Grande do Norte: América e Globo

Sergipe: Confiança e Socorrense

Parece justo que os estados tenham duas vagas cada, e não só uma para Maranhão e Piauí, que ficaram fora sem muita explicação das edições anteriores da competição. Não incluir o campeão da edição anterior é um problema, porque pode ocasionar a situação como foi a da temporada passada, com o Campinense, campeão de 2013, fora da edição 2014 porque não conseguiu vaga no estadual. Mas, nesse caso, acabou sendo a forma de dar a Maranhão e Piauí um número igual de vagas aos demais estados, não criando um terceiro escalão na Copa, o que de fato não seria uma forma muito justa de incluir os times desses estados. Mas a ausência do Santa Cruz, ainda mais ter atropelado uma decisão anterior dos presidentes de federação, cria mesmo uma polêmica.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:

– Um torneio só precisa de uma coisa: sentimento do torcedor. E isso o Nordestão tem de sobra

– [O futebol na sua TV] Destrinchamos os contratos, e mostramos quem pode passar o que na TV

– Público da final do Nordestão impressionou, mas deveria ser a regra, não a exceção

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo