Copa do Nordeste

Fortaleza leva susto, mas bate CRB nos pênaltis para ficar com tri na Copa do Nordeste

O Laion tinha boa vantagem, após vitória em casa, mas acabou surpreendido e teve de buscar a conquista nos pênaltis

O Fortaleza chegou tranquilo a Maceió, passou por um inesperado momento nervoso, mas, no fim, comemorou. Nos pênaltis, com cobrança decisiva do capitão Yago Pikachu, o Laion conquistou a Copa do Nordeste pela terceira vez em sua história — 2019, 2022 e 2024.

Com a conquista, além do título, o Fortaleza recebe R$ 6,7 milhões e uma vaga direta à terceira fase na próxima edição da Copa do Brasil.

A taça veio com um aproveitamento perfeito na disputa por pênaltis. Já o CRB, que venceu por 2 a 0 no tempo normal (duas vezes João Neto), fracassou. Logo na primeira cobrança, o atacante Anselmo Ramón, grande nome do time, fez uma esdrúxula cobrança por cima do travessão.

Com o título, o Fortaleza exorciza também o fantasma da disputa de pênaltis que vinha assombrando o time já há algum tempo. Nas últimas seis disputas do tipo, o Fortaleza tinha apenas uma vitória. A derrota mais recente havia sido contra o Vasco pela terceira fase da Copa do Brasil, no último dia 22 de maio.

Jogo pegado, mas controlado

O Fortaleza de Juan Pablo Vojvoda chegou com uma vantagem confortável a Maceió, graças à vitória por 2 a 0 em seus domínios. E, no primeiro tempo, conseguiu administrar o jogo, segurando o time da casa.

O jogo foi bastante pegado. Precisando do resultado, o CRB teve chances com Fábio Alemão e duas com Anselmo Ramon. Mas o Fortaleza também levou perigo em jogadas de Hércules, Pikachu e Lucero.

Quando um dos times atacava, a resposta do adversário era quase sempre imediata. A melhor defesa da etapa inicial, no entanto, foi de João Ricardo, aos 39 minutos. O arqueiro impediuo gol em uma finalização de Alemão, na área do Fortaleza, após boa jogada de Léo Pereira.

Com o ritmo intenso, dois jogadores foram baixas: o atacante Moisés, do Fortaleza, e o zagueiro Saimon, do CRB, se machucaram logo no início da partida. Eles foram substituídos, respectivamente, por Machuca e Gustavo Henrique.

Galo para cima

Na segunda etapa, o Fortaleza ruiu diante da vontade do time da casa, que precisava descontar dois gols para levar o jogo para os pênaltis.

Desde os minutos iniciais, a pressão foi intensa. Volume de jogo que mostraria o CRB com 16 finalizações contra apenas duas do Laion, no apito final.

Mas, até a metade da segunda etapa, o 0 a 0 se mantinha. Mas então veio o gol de João Neto, que entrara fazia pouco tempo. Em falta pela esquerda, Gegê cobrou por baixo e, depois de um bate e rebate, a bola espirrou em Lucero e sobrou limpa para João, que bateu João Ricardo, aos 20.

O Rei Pelé pegou fogo e fez com que o Fortaleza se retraísse, encurralado. Só dava CRB. Que, enfim, aos 41, fez o gol que levaria a partida para os pênaltis.

Em mais um ataque do CRB, Matheus Ribeiro finalizou, a bola desviou e sobrou novamente para João Neto, que chutou forte para fazer o segundo dele na decisão.

Pikachu comemora gol de pênalti decisivo na Copa do Nordeste –
Photo by Baggio Rodrigues/AGIF/Sipa USA) – Photo by Icon Sport

Anselmo Ramón falha

O CRB abriu a série ainda sob empolgação, pelo gol que levou o jogo para os pênaltis. Mas Anselmo Ramón bateu um field goal de futebol americano, com um chute que saiu muito por cima.

Lucero, Pedro Rocha, José Wellisn, Hercules e Yago Pikachu, selando o título, bateram para o time da casa. E de nada adiantaram Gegê, João Neto, Hereda e Matheus Ribeiro baterem muito bem pelos alagoanos. A Copa do Nordeste iria mesmo voltar para o Estado do Ceará.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo