Copa do Nordeste

Estes são os grupos da Copa do Nordeste 2022

Fortaleza e Ceará ficaram em lados opostos, assim como Bahia e Sport; torneio começa em 22 de janeiro

A Copa do Nordeste definiu nesta segunda-feira, 6, os dois grupos da competição para 2022. Com 16 participantes, são oito de cada lado e alguns rivais ficaram em lados opostos, como Fortaleza e Ceará, Sport e Náutico e CRB e CSA. Além disso, dois grandes clubes da região, Bahia e Sport, também ficaram em lados opostos no sorteio.

Os grupos ficaram assim:

Grupo A: Fortaleza, Atlético de Alagoinhas-BA, Sport, CSA, Sampaio Corrêa, Campinense, Globo-RN e Sergipe

Grupo B: Ceará, Bahia, Náutico, CRB, Botafogo-PB, Altos-PI, Floresta e Sousa-PB

Os clubes foram separados em quatro potes para o sorteio, com o ranking da CBF sendo usado para determinar a posição de cada um deles. Assim, Fortaleza e Ceará, os dois mais bem colocados, não poderiam cair no mesmo grupo. Assim sendo, Bahia e Sport também não podiam. O mesmo critério separou ainda CSA e CRB, Náutico e Sampaio Corrêa.

Dois clubes estreiam na fase de grupos da Copa do Nordeste. O Floresta, que teve que passar pelas fases preliminares, e o Atlético de Alagoinhas, que é o atual campeão baiano. O torneio está marcado para começar no dia 22 de janeiro.

Formato de disputa

O formato da disputa prevê um confronto dos times de um grupo contra os times do outro grupo, em turno único. Os quatro melhores de cada chave avançam às quartas de final. O Bahia é o maior campeão do torneio ao lado do rival, Vitória, que ficou fora desta edição, com quatro taças. O Sport tem três, enquanto o Ceará em duas. Campinense, Fortaleza, Santa Cruz, América de Natal e Sampaio Corrêa todos têm um título cada.

Em termos estaduais, a Bahia lidera com folga, com oito títulos, seguida por Pernambuco, com quatro. O Ceará tem três e é a terceira colocada neste ranking. Apesar de historicamente estar bastante atrás em termos de títulos, atualmente o Ceará é o estado mais forte do Nordeste. Seus dois representantes estão na Serie A, enquanto a Bahia viu o Vitória ser rebaixado à Série C e o Bahia ainda correr risco no Brasileirão.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo