Brasil

Carioca é 1º título de expressão da Era Tite do Flamengo, e projeto só está começando

Treinador do Flamengo, Tite afirmou que o Carioca era o estadual mais difícil, mas história desta edição provou que o tiro saiu pela culatra

Com a vitória sobre o Nova Iguaçu por 1 a 0, o Flamengo fez 4 a 0 no agregado e ficou com o título do Campeonato Carioca, o primeiro de expressão da Era Tite. Uma conquista incontestável, de um time invicto e de uma superioridade gritante para os rivais. A campanha, inclusive, depôs contra uma fala do treinador, dita em uma entrevista na primeira rodada do Estadual.

Depois de vencer o Audax, Tite afirmou, em coletiva, que o Campeonato Carioca é o mais forte do Brasil, à frente até mesmo do poderoso Paulistão. O tempo, contudo, provou ser senhor da razão, já que o Flamengo não teve dificuldades pela força dos rivais.

— O Campeonato Carioca atual, na minha opinião, é o mais forte do Brasil. Hoje. Antes era São Paulo, agora é o Rio. Ele é muito difícil. E a busca nossa é de classificação, a busca é do título carioca. Então esse processo de evolução visa esse objetivo — disse.

Flamengo não teve grandes desafios no Carioca

O Flamengo disputou 15 jogos ao longo de todo o Campeonato Carioca, sendo 11 no primeiro turno — a Taça Guanabara — e outros quatro entre semifinal e final. Para se ter uma ideia do tamanho da superioridade rubro-negra, Tite e companhia só não venceram quatro, sendo que a equipe entrou em campo com o sub-20 em duas delas, diante da pré-temporada dos profissionais na Flórida.

O domínio se estende no aproveitamento, superior a 80%, e no saldo de gols. O Flamengo tem melhor ataque e melhor defesa do Campeonato Carioca, com incríveis 28 gols marcados e apenas um sofrido, diante do Nova Iguaçu, quando os Garotos do Ninho representaram a equipe. Sem sombra de dúvida, é o melhor desempenho do clube no Carioca neste século.

A campanha do Flamengo no Campeonato Carioca foi praticamente perfeita (Foto: Marcelo Cortes/CRF)

Quase 100% de aproveitamento em clássicos

Essa campanha praticamente irretocável também passa pelos clássicos. Não foram muitos, é verdade, já que o Flamengo só repetiu duelos contra o arquirrival Fluminense, com quem disputou a semifinal. Botafogo e Vasco só tiveram a oportunidade de enfrentar Tite e companhia uma vez e não conseguiram vencer. Ao todo, foram três vitórias e dois empates.

A equipe rubro-negra venceu o Fluminense duas vezes, entre Taça Guanabara e semifinal, e somou um empate quando o agregado já lhe favorecia no mata-mata. Os confrontos diante de Botafogo e Vasco foram no primeiro turno, e terminaram de maneira diferente: uma vitória pelo placar mínimo e um empate sem gols, respectivamente. Foram cinco gols marcados e nenhum sofrido.

  • Flamengo 0 x 0 Vasco da Gama – 04 de fevereiro – 6ª rodada da Taça Guanabara
  • Flamengo 1 x 0 Botafogo – 07 de fevereiro – 7ª rodada da Taça Guanabara
  • Fluminense 0 x 2 Flamengo – 25 de fevereiro – 10ª rodada da Taça Guanabara
  • Fluminense 0 x 2 Flamengo – 09 de março – Semifinal (Jogo de ida)
  • Flamengo 0 x 0 Fluminense – 16 de março – Semifinal (Jogo de volta)

Em retratação, Tite mostra um lado mais correto

Logo depois que venceu o Fluminense, ainda na Taça Guanabara, Tite teve a oportunidade de revisitar o assunto e acabou buscando um outro caminho. Segundo ele, a fala sobre o Carioca ser o estadual mais complicado tinha a ver com o momento vivido pelos grandes do Rio em 2023, comparados aos paulistas.

— Eu me expressei mal quando quis falar sobre isso. Tomei muito pau e foi justo. Quando falei que o Carioca era o mais difícil, era em relação ao momento dos quatro grandes do Rio em relação aos de São Paulo. Quem me criticou na ocasião tinha razão, porque eu não me expressei bem. Quando falei, era considerando o Flamengo com um grande poderio, o Botafogo que esteve para ganhar o título brasileiro e manteve a estrutura, o Fluminense campeão da Libertadores e o Vasco em ascensão. No comparativo daquele momento com a fase dos quatro grandes de São Paulo, o Carioca é mais difícil — analisou.

De fato, os cariocas tiveram fases muito mais interessantes do que os paulistas em 2023. O Botafogo apresentou um futebol maravilhoso no primeiro semestre, enquanto o Fluminense conquistou a Libertadores pela primeira vez. A força do Flamengo é inegável no salário nacional. Fez sentido o comentário, mas o tiro acabou saindo pela culatra diante do desenho do Carioca.

Assim como no ano passado, o Botafogo sequer conseguiu a classificação para a fase final. O Fluminense sucumbiu para o Flamengo com facilidade na semifinal, enquanto o Vasco fez feio ao perder para o Nova Iguaçu. A decisão com maior disparidade dos últimos anos só corroborou para a tese de que Tite não foi bem no comentário, mesmo que, em campo, o dever de casa tenha sido feito – e com louvor.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo