Brasil

Adivinha, doutor, quem tá de volta na praça: é o Flamengo campeão e Rei do Rio!

Ídolo absoluto do Flamengo, Bruno Henrique marcou o gol da vitória sobre o Nova Iguaçu, que garantiu o 38º título carioca do clube

O Flamengo é o mais novo campeão carioca, o 38º título estadual da história do clube. O caneco veio com nova vitória sobre o Nova Iguaçu, dessa vez por 1 a 0, com golaço de Bruno Henrique na etapa complementar. O domingo (07) foi de festa no Maracanã, para mais de 65 mil torcedores presentes, entre homenagens importantes, como para Ziraldo.

O que de melhor aconteceu no jogo?

  • O Nova Iguaçu esteve em cima do Flamengo no primeiro tempo
  • Cebolinha e Arrascaeta tiveram chances cara a cara, mas perderam
  • Flamengo volta melhor e domina o segundo tempo
  • Bruno Henrique é premiado com um golaço, para sacramentar o título
  • A tarde foi de homenagens a Ziraldo, grande rubro-negro que faleceu no último sábado (06)

Resultado justo no primeiro tempo

Ciente da vantagem no agregado, o Flamengo entrou em campo com postura mais cautelosa e não teve atuação muito interessante. Apático e com pouca inspiração, o Rubro-Negro sofreu bastante para criar jogadas, apostando em lançamento à frente. Foi difícil conectar a transição entre defesa e ataque, especialmente com os externos. Cebolinha, Luiz Araújo e Pedro não foram bem.

Quem se aproveitou disso foi o Nova Iguaçu. Com postura totalmente diferente do primeiro jogo, os comandados de Carlos Vitor incomodaram a saída de bola do Flamengo e criaram boas chances, obrigando Rossi a fazer boas defesas em pelo menos dois lances. Xandinho e Yago foram muito bem, e a bola ficava constantemente no campo de ataque.

Os dez minutos finais da primeira etapa, contudo, foram todos do Flamengo. O Nova Iguaçu pareceu ter cansado e, como consequência, a pressão diminuiu, criando espaços para o Rubro-Negro atacar. Cebolinha acertou a trave, enquanto Arrascaeta parou em Fabrício no um contra um.

Segundo tempo de melhora, e de Bruno Henrique

Os 45 minutos finais começaram como os iniciais terminaram. O Flamengo foi para cima do Nova Iguaçu, que precisou sair ainda mais em busca do gol, e quase marcou em pelo menos três oportunidades. Cebolinha voltou a acertar a trave e parar no goleiro Fabrício, em nova grande atuação. Depois da pressão inicial, o jogo foi amenizando, e Tite começou a rodar o elenco com substituições.

Em uma delas, Bruno Henrique entrou e conseguiu marcar aquele que seria o gol do título do Flamengo. E não foi qualquer tento: o ídolo chapou cruzamento de Ayrton Lucas de primeira, no ângulo de Fabrício. A bola ainda beijou a trave, de maneira muito caprichosa, antes de estufar as redes do Nova Iguaçu.

O gol ainda deu um gás ainda maior para o Flamengo. Foi um bombardeio para buscar o segundo, com chances de Pedro, Ayrton Lucas e Nico De La Cruz. Faltou um pouco mais de capricho, e colaboração do goleiro Fabrício, mais uma vez fundamental para evitar que o Nova Iguaçu sofresse um resultado adverso ainda mais elástico. Pelo conjunto da cobra, o Rubro-Negro mereceu sair com a vitória.

Simbolismo notório do gol do título

Por tudo que representa para o Flamengo, Bruno Henrique vai levar o “prêmio” de melhor do jogo por aqui. O coletivo da equipe de Tite não foi tão bem, e o gol provou ser decisivo para desafogar e alegrar o Maracanã. Somente Gabigol foi mais decisivo para o Rubro-Negro do que o camisa 27, esse momento foi merecido demais para ele, que vem tendo pouco espaço no time titular.

Grande festa da torcida e homenagens à Ziraldo

A atuação não foi das melhores, mas a torcida do Flamengo não decepcionou. Foram 65.757 rubro-negros presentes no Maracanã para acompanhar o título carioca. A festa foi linda, em especial antes da bola rolar, rendendo homenagens a Zagallo, Gabigol e Ziraldo, esse último falecido neste sábado (06). O capitão Arrascaeta, inclusive, entrou com a faixa desenhada pelo cartunista, eternizado pela figura do “Menino Maluquinho”.

O título veio, mas e agora?

Agora, o Flamengo poderá celebrar seu primeiro título desde 2022, mas não é tempo para pestanejar, já que as competições mais importantes da temporada começaram. O próximo compromisso do Rubro-Negro é pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, diante do Palestino. A partida acontecerá nesta quarta-feira (10), a partir das 21h30 (de Brasília), no Maracanã.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo