Brasil

Apesar de afirmação de Carille, diretoria do Santos aguarda última rodada para definir estádio contra a Portuguesa

Após a derrota para o Red Bull Bragantino, Carille afirmou que o Santos enfrentará a Portuguesa, nas quartas de final, na Vila Belmiro

Classificado para as quartas de final do Campeonato Paulista, o Santos tem mais um compromisso pela fase de grupos, domingo (10), às 16 horas (horário de Brasília), antes de receber a Portuguesa em jogo único da próxima etapa do Estadual. Já visando o duelo com a Lusa, um dilema paira nos bastidores alvinegros: fazer uso da Vila Belmiro pensando numa atmosfera de caldeirão ou alugar a Neo Química Arena, na Capital, e embolsar uma boa quantia com a venda de ingressos?

De acordo com as informações obtidas pela Trivela, a cúpula alvinegra quer esperar os desdobramentos da última rodada da primeira fase antes de avançar no assunto. Isso porque se o São Paulo, que empatou com o Palmeiras no domingo (3), vencer o Ituano, domingo, em Itu, e se classificar em primeiro no Grupo D, o Peixe pode ficar sem data para atuar na cidade de São Paulo. Desta forma, é prematuro tomar qualquer decisão neste momento.

O que diz o regulamento?

Art. 6º – A designação do local onde serão realizadas as partidas entre Santos Futebol Clube, São Paulo Futebol Clube, Sociedade Esportiva Palmeiras e Sport Club Corinthians Paulista, bem como as partidas da fase de quartas de final, semifinal e final da Competição caberá ao Departamento de Competições.

§ 1º – Classificando-se para a fase quartas de final mais de 2 (dois) Clubes da cidade de São Paulo, somente os 2 (dois) Clubes melhor classificados na primeira fase da competição, terão o direito de jogar na cidade de São Paulo. Os Clubes remanescentes, somente poderão jogar no município com a autorização da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Como seriam marcados os jogos?

Neste caso, a tendência é que, caso o São Paulo avance na primeira colocação da sua chave, atue como mandante no sábado (16), no MorumBIS, enquanto o Palmeiras, muito perto de terminar como líder geral, jogue como mandante no domingo (17), na Arena Barueri, uma vez que ainda não terá o Allianz Parque à disposição por conta da troca de gramado.

Para que o Santos consiga mandar o duelo contra a Portuguesa no estádio do eliminado Corinthians, será necessária a autorização da Polícia Militar. Sem esse aval, o Peixe terá realmente que receber a Lusa na Vila Belmiro.

Diretoria sabe do desejo de Carille

Após a derrota para o Red Bull Bragantino, no último domingo (3), por 1 a 0, no Nabi Abi Chedi, o técnico Fábio Carille afirmou, em entrevista coletiva, que o Santos irá mandar o duelo com a Portuguesa na Vila Belmiro.

– Está confirmado, o Santos jogará na Vila Belmiro – disse o treinador.

Ainda de acordo com o apurado pelo site, esse também foi o posicionamento que chegou aos jogadores, que preferem o mítico estádio alvinegro, mas que não fizeram um pedido formal à diretoria. A preferência se deve única e exclusivamente ao fato de estarem totalmente acostumados ao local.

Apesar de tudo isso, internamente a cúpula alvinegra alega que, dependendo do desfecho da última rodada, irá conversar com os atletas, caso entenda que mandar o jogo na Neo Química Arena é de extrema importância para os cofres do clube.

Momento de pensar na classificação

Por mais que o momento financeiro do Santos seja delicado e todo e qualquer valor visto com muito bons olhos, a decisão precisa ser tomada com base naquilo que for melhor para o time. A festa no MorumBIS durante a vitória sobre o São Bernardo, por 2 a 1, com mais de 50 mil pessoas nas arquibancadas, foi bonita, mas não precisa ser repetida em um duelo eliminatório.

O Santos nunca utilizou a Neo Química Arena como mandante em sua história, e terá outras diversas oportunidades para fazer isso ainda em 2024, caso os seus dirigentes façam tal questão.

Neste momento é preciso lembrar o quanto será importante ver o Peixe figurando, depois de tantos vexames nesta mesma competição, novamente entre os quatro semifinalistas do Estadual. Pelo bem-estar daqueles que podem proporcionar isso ao torcedor, que há três meses estava chorando o capítulo mais triste da história do clube, a Vila Belmiro precisa ser o palco das quartas de final.

E cá entre nós, o Santos não brigou pela liderança geral do Paulistão para mandar um duelo eliminatório na Neo Química Arena.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo