Brasileirão Série A

Wesley sai em defesa de Raul Gustavo e Cássio após críticas: ‘Fiquei muito chateado’

Jovem de 19 anos assumiu a responsabilidade de proteger a imagem dos companheiros, atacados nas redes sociais após falhas

O jovem Wesley balançou as redes duas vezes na vitória do Corinthians por 3 a 0 sobre o Fluminense, neste domingo (28), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante teve uma tarde iluminada, foi muito participativo no ataque e mostrou que sua habilidade é imprescindível para António Oliveira. No entanto, muito mais do que isso, ele mostrou muita personalidade ao sair em defesa de dois companheiros: Raul Gustavo e Cássio.

Após abrir o placar na Neo Química Arena, aos 39 minutos da primeira etapa, Wesley saiu para a comemoração mostrando o número 34 com as mãos, o mesmo da camisa do companheiro Raul Gustavo. O zagueiro foi expulso por agredir o bandeirinha, na derrota para o Argentinos Juniors por 1 a 0, na última terça-feira (23), pela Copa Sul-Americana. Desde então, o jogador, que chegou a pedir desculpas pela situação, tem sido muito atacado nas redes sociais.

— Eu vi muitas postagens das pessoas julgando ele, falando quem ele é. E acho que muita gente que fala mal do Raul, não conhece a pessoa que eu conheço do Raul. Fiquei muito chateado, porque ele é meu amigo — desabafou Wesley em zona mista com jornalistas.

Já no segundo golaço, Wesley foi comemorar com o banco de reservas, onde estava o goleiro Cássio, muito criticado após cometer falhas, inclusive na partida contra os argentinos no meio de semana.

Em meio ao turbilhão político que vive o Alvinegro, o atleta de 19 anos não se eximiu da responsabilidade de proteger um dos veteranos do elenco, que muitas vezes assume esse papel de blindar os demais companheiros.

— Agora, falando sobre o Cássio, as pessoas acabam esquecendo quem foi o Cássio, o que o Cássio fez pelo Corinthians ou do que o Cássio continua fazendo pelo Corinthians. Pessoas de fora não sabem quem é o Cássio. A gente, de dentro, sabe o quanto o Cássio passa confiança pra gente. O Cássio nos blinda desde quando a gente subiu, e as pessoas têm que começar a lembrar mais o que o Cássio — completou.

Wesley desencanta o Corinthians no Brasileirão

Na era dos pontos corridos, o Corinthians ainda não havia marcado o gol de número mil no Brasileirão. Neste domingo, foi uma Cria do Terrão que balançou as redes neste importante marco para o clube. Porém, o peso do tento foi muito maior. Afinal de contas, o Timão ainda não sabia o que era marcar um gol nesta edição do campeonato.

Na estreia do Brasileirão, a equipe de António Oliveira havia empatado sem gols com o Atlético Mineiro, na Neo Química Arena. Depois, sofreu duas derrotas seguidas fora de casa: uma para Juventude (2×0) e outra para o Bragantino (1×0).

— Fui muito feliz pelo que aconteceu, mas acho que o mais importante não é só o meu gol, mas a vitória da equipe, que é o que a gente precisava, e é o mais importante — ponderou Wesley.

– Sabemos que a pressão sempre vem ao extremo. A gente tem que estar preparado para isso. A gente foi muito feliz hoje. Se Deus quiser, vamos voltar a vencer — acrescentou.

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo