Brasileirão Série A

‘Seremos campeões’: Palmeiras se despede da torcida com nove dedos na taça e pode até perder para ser bi

O Palmeiras vai para Belo Horizonte com a pontuação máxima que Flamengo e Atlético-MG podem fazer no Brasileiro, mas com muito mais saldo

“Seremos campeões”, cantou a torcida do Palmeiras, ao fim de Palmeiras 1 x 0 Fluminense, em um Allianz Parque tão lotado quanto possível neste domingo (3) – 29.986 pagantes de 30 mil possíveis.

Não chega a ser uma comemoração antes de a matemática cravar a conquista, mas o tradicional cântico deixa claro que os palmeirenses estão confiantes e sabem que o 12º título do Campeonato Brasileiro está logo à frente.

A vitória deixou o time muito perto da conquista. Em grande tarde de Endrick e Breno Lopes – VAR à parte – o Palmeiras está a um empate de conquistar o bicampeonato brasileiro seguido.

É possível até que o Palmeiras conquiste o título se perder opara o Cruzeiro na quarta-feira (6), por conta de seu saldo de gols.

Atlético-MG e Flamengo só chegam aos 69 pontos que o Verdão tem hoje. Mas o Palmeiras tem 31 gols de saldo, contra 23 do Galo e 15 do Flamengo.

O placar de 1 a 0, gol de Breno Lopes, só não foi maior porque o goleiro Fábio também estava em uma tarde acima da média e fez ótimas defesas.

Para quem achava que o Fluminense viria ao Allianz para entregar, ficou a imagem de um time que encarou o jogo com seriedade, e só perdeu o ímpeto quando Justen foi expulso.

Breno foi o protagonista; Endrick, o melhor

O Palmeiras fez um bom primeiro tempo, embalado por erros e acertos de Breno Lopes. O camisa 19 foi o protagonista da etapa inicial, se aproveitando da marcação frouxa do Flu pela direita de sua defesa.

Com menos de um minuto, ele já teve a chance de abrir o placar, após cruzamento preciso de Piquerez, que subiu um pouco e impediu uma boa conclusão.

O Fluminense também não veio brincar, muito menos entregar o jogo. Tanto que, aos 2 e aos 6, John Kennedy teve boas chances. A primeira, Weverton teve que espalmar, frontal ao atacante. A segunda, saiu por cima.

Se o principal personagem foi Breno, o melhor jogador foi Endrick. Aos 16, ele fez ótima jogada e deixou David Braz deitado, perto da llinha lateral, antes de avançar e cruzar. Breno fez o gol, mas o VAR achou um toque de mão de Endrick no lance.

Aos 29, o Palmeiras abriu o placar de fato, novamente com Breno Lopes, Endrick pegou o rebote de uma dividida e acionou Zé Rafael. O volante enfiou rasteira, na medida para Breno ajeitar e bater cruzado de esquerda.

Aos 40, Breno voltou a marcar, após boa jogada pela direita. Ríos lançou Rocha que, bem perto da linha de fundo, conseguiu cruzar para Breno concluir. Mais uma vez, o VAR achou uma infração, apontando saída da bola antes do cruzamento de Rocha.

Palmeiras controla o jogo

O Palmeiras voltou em alta velocidade para o segundo tempo, tanto que, aos 2, quase fez com Endrick, que desperdiçou cara a cara com Fábio.

Aos 7, em jogada de Piquerez, que carregava pela entrada da área, o zagueiro Justen derrubou o uruguaio. O VAR revisou e Bráulio da Silva Machado expulsou o tricolor.

Mas o que poderia ser um ponto de inflexão e crescimento do Palmeiras, acabou se tornando uma ducha de água fria no jogo.

Com um a menos, o Flu recuou e perdeu o ritmo. E o Palmeiras, embora tivesse mais lances perigosos e tenha passado a ter mais a bola, não conseguia ampliar o placar.

Aos 31, a partida esquentou novamente, quando Jhon Jhon recebeu de Vanderlan pela esquerda da área, invadiu e cruzou para López, de carrinho, errar por muito pouco, quase na linha do gol.

Aos 40, foi a vez de Jhon receber na área e bater para defesa de Fábio. No rebote, Artur isolou. Aos 42, a cabeçada foi de Gómez, e Fábio pegou em cima da linha.

Nos minutos finais, e o Fluminense sem perder abola, houve até um mínimo princípio de apreensão no estádio. Mas durou muito pouco.

Comemorar, mesmo, ninguém comemorou. Mas  são poucos os palmeirenses que ainda duvidam.

Estatísticas

  • Posse de Bola: Palmeiras 36% x 64% Fluminense
  • Finalizações: Palmeiras 22 x 6 Fluminense
  • Finalizações corretas: Palmeiras 5 x 2 Fluminense
  • Faltas cometidas: Palmeiras 11 x 12 Fluminense
Brasileiro Serie A
# Seleção J V E D +/- Pontos
1 Palmeiras

Palmeiras

38 20 10 8 31 70
2 Gremio

Gremio

38 21 5 12 7 68
3 Atletico Mineiro

Atletico Mineiro

38 19 9 10 20 66
4 Flamengo

Flamengo

38 19 9 10 14 66
5 Botafogo

Botafogo

38 18 10 10 21 64
6 Bragantino

Bragantino

38 17 11 10 14 62
7 Fluminense

Fluminense

38 16 8 14 4 56
8 Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

38 14 14 10 8 56
9 Internacional

Internacional

38 15 10 13 1 55
10 Fortaleza EC

Fortaleza EC

38 15 9 14 1 54
11 Sao Paulo

Sao Paulo

38 14 11 13 2 53
12 Cuiaba

Cuiaba

38 14 9 15 1 51
13 Corinthians

Corinthians

38 12 14 12 -1 50
14 Cruzeiro

Cruzeiro

38 11 14 13 3 47
15 Vasco da Gama

Vasco da Gama

38 12 9 17 -10 45
16 EC Bahia

EC Bahia

38 12 8 18 -3 44
17 Santos

Santos

38 11 10 17 -25 43
18 Goias

Goias

38 9 11 18 -17 38
19 Coritiba

Coritiba

38 8 6 24 -32 30
20 America MG

America MG

38 5 9 24 -39 24
Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023
Botão Voltar ao topo