Brasileirão Série A

Palmeiras vai ter mistura de Danilo com Felipe Melo se trouxer Anibal Moreno

Anibal Moreno, volante almejado pelo Palmeiras, alia força física com boa condução de bola e passes em profundidade

O Palmeiras se aproximou da contratação do volante Anibal Moreno. Alvo do clube na última janela de transferências, o volante argentino de 24 anos e o clube alviverde estão de acordo quanto a valores contratuais.

O Racing, seu atual clube, relutante em agosto, está perto de aceitar termos bem parecidos com os recusados antes: 7,5 milhões de dólares fixos mais 1 milhão variáveis de acordo com metas e objetivos.

Na ocasião da recusa, o clube argentino exigia no mínimo 10 milhões de dólares para liberar o atleta, que desejava jogar pelo Palmeiras.

Se fechar o negócio, cujo retomada com força foi adiantada pelo “Lance”, o Palmeiras vai preencher a lacuna de seu elenco em grande estilo.

Moreno (1,78 m) tem porte físico semelhante ao de Felipe Melo, atualmente no Fluminense, e a rapidez e a facilidade com a bola nos pés vistas recentemente com Danilo, vendido pelo clube ao Nothingham Forest.

Anibal Moreno é um típico camisa 5 argentino, de muita força física. Tem ainda boa impulsão e, pelos lances que podem ser encontrados em profusão pela internet, tem como características marcantes o desarme e as bolas longas e enfiadas em profundidade.

Também existem lances dele concluindo e acertando o gol de média distância, e mais de um gol de cabeça.

Moreno não tem convocações pela seleção argentina em seu currículo. Já nas categorias de base, era comum que fosse convocado com alguma frequência.

No Racing desde o começo de 2022, ele também jogou no Newell's Old Boys, onde foi revelado.

Chegada resolveria dois problemas

Considerando que o Palmeiras não deve negociar mais jogadores, a chegada do argentino, que veste a camisa 29 na equipe de Avellaneda, resolve, de uma vez, dois problemas no meio-campo de Abel Ferreira.

Isso porque Moreno, jogando como 5, libera a volta de Zé Rafael para a posição de segundo volante (8), onde ele rendeu mais sob o comando do técnico português.

Como o Palmeiras não foi capaz de trazer uma peça pronta para o setor neste ano, Abel, que já havia firmado Zé como 8, o trouxe um pouco mais para trás no posicionamento, fazendo com que Gabriel Menino se tornasse titular.

Menino teve um começo de temporada muito bom, com gols decisivos em jogos importantes. Mas oscilou muito ao longo da temporada e teve Richard Ríos sempre como uma sombra.

Para a função de primeiro volante, o clube, além de Zé Rafael, atualmente conta com Fabinho e Jailson. Enquanto o primeiro, revelado nas categorias de base, ganha espaço, o segundo, com contrato apenas até o fim do ano, é praticamente carta fora do baralho.

O Palmeiras trabalha para ter pelo menos mais duas contratações para a temporada 2023. Um atacante de lado de campo, para o lugar de Dudu, e mais um meia de criação, na mesma função de Raphael Veiga, estão na lista a ser trabalhada pelo diretor Anderson Barros.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023
Botão Voltar ao topo