Brenner atravessa um momento iluminado no ataque do São Paulo. O garoto cada vez mais se firma como um dos protagonistas do time e também um dos melhores centroavantes em atividade no Brasil. E a inspiração do são-paulino parece aumentar ainda mais quando ele pisa no gramado do Maracanã. Neste sábado, Brenner desequilibrou o duelo contra o Fluminense, garantindo mais três pontos essenciais aos líderes. Numa partida apenas razoável da equipe de Fernando Diniz, o jovem fez a diferença com seus dois gols, encaminhando o triunfo dos visitantes por 2 a 1. Com o resultado, o São Paulo aumenta para sete pontos sua vantagem na primeira colocação do Brasileirão.

A noite especial de Brenner começou a despontar logo aos 15 minutos de jogo. Foi quando o São Paulo converteu seu domínio inicial no primeiro gol. Depois da roubada de bola no campo de ataque, o tricolor paulista encontrou os espaços na defesa do Flu. Reinaldo recebeu na esquerda e descolou um excelente cruzamento com curva. Há muitos méritos do lateral, com seu passe teleguiado. Mas também é necessário destacar o oportunismo de Brenner, passando nas costas da marcação e acreditando no lance mais do que qualquer defensor carioca. Esticou-se e, de carrinho, mandou para dentro.

O São Paulo não manteve um ritmo tão alto durante a partida. Os paulistas preferiam controlar um pouco mais a bola e trocavam passes com calma. Daniel Alves, em especial, ajudava bastante a organizar o jogo. O Fluminense não representava uma ameaça. Faltava aos são-paulinos apenas aproveitarem melhor os espaços para ampliar o placar. Brenner até buscava a bola e se movimentava na frente, mas não conseguiu dar continuidade às novas jogadas. O centroavante chegou a perder o tempo da bola ao invadir a área em um bom avanço. Além disso, por mais que tenha buscado as jogadas com Luciano, ficou no quase na criação.

O segundo tempo viu o Fluminense, enfim, entrar mais ligado. E um erro do São Paulo custaria o empate logo aos sete minutos. Gabriel Sara entregou o presente a Fred e o artilheiro não perdoou, com uma ótima finalização – forte e no alto. Os são-paulinos levaram um tempo a responder, ainda contando com Brenner como principal escape. Fernando Diniz renovou as forças do ataque com as entradas de Pablo e Vítor Bueno. A equipe melhorou com as mexidas e logo as oportunidades voltaram a aparecer. Brenner terminou de resolver.

É importante ressaltar como a noite de Brenner vai além dos gols. O centroavante batalhou bastante e, pouco antes do segundo tento, chegou a roubar uma bola na defesa para iniciar o contra-ataque. Seu destaque, de qualquer maneira, aconteceu por aquilo que aprontou dentro da área. E o gol da vitória, aos 27, terminou de valer seu destaque. Reinaldo de novo teve ótima participação no lance, com um excepcional lançamento a Sara. O meia cruzou e Brenner fuzilou, para defesa à queima-roupa de Marcos Felipe. Vítor Bueno brigou pelo rebote e Brenner ainda teria estrela para arrematar a sobra, desta vez sem chances ao goleiro.

Ainda restavam cerca de 20 minutos no relógio, mas o Fluminense não teve muitas forças para reagir. Brenner continuaria se empenhando e incomodando desde o campo de defesa para puxar os contragolpes, mas o centroavante acabaria substituído por Hernanes aos 36. A melhor oportunidade do Flu veio com o substituto Caio Paulista, mas a finalização incrivelmente seguiu para fora. O São Paulo conseguiu preservar a vantagem, mesmo com Pablo se lesionando quando Fernando Diniz não poderia mais fazer trocas. Num jogo que dependeu também do esforço e da reação dos paulistas, o apito final veio como alívio.

O São Paulo alcança os 56 pontos no Brasileirão. A vantagem em relação ao Flamengo aumenta, com os rubro-negros igualados ao Atlético Mineiro com 49 pontos, ainda que possuam um jogo a menos. E que os são-paulinos tenham jogos decisivos nas semifinais da Copa do Brasil, fica o destaque à prioridade dada com o time completo no Maracanã. O Fluminense, por sua vez, ocupa o sétimo lugar com 40 pontos e atravessa uma sequência desfavorável desde a saída de Odair Hellmann. Por fim, Brenner chegou aos 11 gols na Série A, um a menos que Luciano e a quatro de alcançar Thiago Galhardo na artilharia da competição. É um jogador que brilhou na Copa do Brasil e garante pontos no Brasileirão. Tudo isso expresso em outra noite inesquecível no Maracanã.