Campeonato Brasileiro

Num clássico movimentado, Tadeu fechou o gol e Rafael Moura garantiu outra vitória ao Goiás sobre o Atlético

O Atlético Goianiense faz uma campanha acima das expectativas no Brasileirão e aparece em posição razoavelmente confortável acima da zona de rebaixamento. O rival Goiás vive um campeonato claudicante, lanterna e sem tantas perspectivas de salvação. Ainda assim, das quatro vitórias conquistadas pelos esmeraldinos até o momento, metade veio nos clássicos contra os rubro-negros. E mais uma vez os alviverdes se deram melhor no confronto, agora realizado dentro do Estádio Olímpico. Depois do triunfo por 2 a 0 no primeiro turno, desta vez Rafael Moura permitiu o respiro a mais, com o placar de 1 a 0 favorável ao Goiás.

Seria um jogo interessante, apesar da situação das equipes. O Goiás vinha com uma postura mais agressiva, embora precisasse contar com Tadeu. O goleiro travou um duelo particular com Chico durante o início da partida, realizando três boas defesas em tentativas do armador do Atlético. Porém, o Goiás guardou quando teve sua primeira grande oportunidade, aos 26. Jefferson cruzou e, depois do desvio de Shaylon no segundo pau, Rafael Moura foi oportunista para emendar às redes. O Dragão não conseguiu responder na reta final do primeiro tempo, que ficaria mais pegado, com muitos cartões.

O segundo tempo seria igualmente intenso. O Goiás se fechava um pouco mais, mas buscava matar o jogo nos contragolpes. Aos oito minutos, Fernandão até balançou as redes, mas o tento acabou anulado por impedimento. Uma pena, considerando a pintura do centroavante, ao dar um toque por cobertura na saída do goleiro Jean. Enquanto isso, o Atlético seguia dependendo de Chico em suas principais jogadas. O meia voltaria a esbarrar em Tadeu, com um milagre do goleiro aos 13, buscando o chute de fora da área.

Com o passar dos minutos, o jogo ficou um pouco mais tenso. O Goiás tentava administrar o placar, enquanto o Atlético buscava a reação, mas sem conseguir construir muito com a posse de bola. As principais chegadas do Dragão se resumiam a bolas alçadas, sem tanto sucesso. E quando conseguiam acertar as finalizações, voltavam a consagrar Tadeu. O goleiro fez outra defesaça aos 38, em cabeçada de Wellington Rato. Pouco depois, Roberson ainda chutou colocado e acertou a trave esmeraldina. A sorte estava do lado alviverde.

O Goiás chega aos 19 pontos no Campeonato Brasileiro. Fica a um de passar a lanterna ao Botafogo e a seis de alcançar o Sport fora do Z-4. A missão é difícil, mas a esperança cresce com os sete pontos somados nas três últimas rodadas. Já o Atlético tem 28 pontos e perde uma posição, em 15°. Mesmo assim, o temor não é tão grande entre os rubro-negros, quatro pontos acima da zona de rebaixamento.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo