Campeonato Brasileiro

Mais uma vez a qualidade de Pedro dentro da área fez a diferença ao Flamengo, que bateu o Sport

Pedro, sem muitas dúvidas, foi a principal adição ao elenco do Flamengo em 2020. Mesmo sem ser titular, o centroavante já era um dos melhores do time na temporada. E o jovem se mostra mais valioso em um momento de necessidade, em que os rubro-negros não contam com Gabigol e se recuperam dos desfalques por conta da COVID-19. Nos últimos cinco jogos, Pedro não deixou de balançar as redes uma vez sequer. Nesta quarta, foram mais dois gols no Maracanã, liderando a vitória por 3 a 0 sobre o Sport.

Nestes últimos meses, Pedro não apenas entrega gols ao Flamengo. Ele melhora a linha de ataque. Mais do que a presença de área, o centroavante oferece ótima mobilidade e bom entendimento com os demais companheiros. É um jogador que acrescenta ao time, e que não precisa deixar Gabigol no banco para isso, também se combinando com o antigo artilheiro. Mas é fato que, por momento, o novato se coloca como mais imprescindível ao time. E sua efetividade é impressionante, em dias que se prometiam delicados aos rubro-negros.

O primeiro tempo seria morno. Que o Flamengo propusesse o jogo, não criava tanto para romper a marcação do Sport. As primeiras chances surgiram apenas nas bolas levantadas. E foi assim que Pedro mostrou seu cartão de visitas, aos 27. Pouco acionado até então, o centroavante cabeceou no alto e exigiu uma defesaça de Luan Polli. De qualquer forma, era uma partida morna, e a escolha por Gérson aberto pelo lado direito não surtia tanto efeito, com Willian Arão e Thiago Maia na cabeça de área.

O jogo mudou no segundo tempo. E aí entra o poder de decisão de Pedro. Numa boa troca de passes do Flamengo, aos cinco minutos, Pedro recebeu a matada no peito de Bruno Henrique e mandou direto para o barbante. Os cariocas aproveitaram o momento e ampliaram logo na sequência, em escanteio cobrado por Diego que Gustavo Henrique concluiu de cabeça. Já aos 14, a parada estava resolvida com o terceiro gol, o segundo de Pedro. Bruno Henrique ajeitou para o centroavante dominar e dar um toque na saída do goleiro. Entre o poder de finalização, o bom posicionamento e a frieza, o camisa 21 garantia os três pontos.

O Sport até tentou chegar uma vez ou outra no ataque, mas sem superar Hugo Souza, em outra atuação muito segura do garoto. O Flamengo também aproveitou o resultado consolidado para descansar seus principais jogadores – inclusive Pedro, substituído por Lincoln aos 37. Bastou administrar a diferença e comemorar o resultado, que deixa o Fla com 24 pontos, na perseguição ao líder Atlético Mineiro. O Sport perdeu a chance de ultrapassar os cariocas e aparece em sétimo, com 20 pontos.

Pedro chega aos seis gols no Brasileirão, a quatro de Thiago Galhardo na artilharia. Soma 14 tentos pelo clube, em 28 aparições. E mais expressiva é a média de minutos por gol, com um tento a cada 101 minutos em campo. As dificuldades para se firmar na Europa ficam para trás. Pedro reforça seu talento e mostra como tem muitas virtudes para ser um dos melhores centroavantes do Brasil. O Flamengo agradece.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo