Brasileirão Série A

Quem são os maiores artilheiros do Internacional no Campeonato Brasileiro?

Veja quem são os jogadores que mais fizeram gol pelo Internacional no Campeonato Brasileiro

Quem são os maiores artilheiros do Internacional no Campeonato Brasileiro? Neste artigo feito pela Trivela você vai encontrar quantos gols marcaram aqueles que mais balançaram as redes pelo Colorado no Brasileirão, contando aí a Taça Brasil, o Torneio Roberto Gomes Pedrosa e o Campeonato Brasileiro disputado desde 1971.

Veja quem são os maiores artilheiros do Internacional no Campeonato Brasileiro:

Quem são os três maiores artilheiros do Internacional no Campeonato Brasileiro?

Valdomiro

Veloz, dono de um chute extremamente potente, raçudo e, acima de tudo, muitas vezes campeão. Valdomiro foi um dos pilares do Internacional que encantou (e dominou) o Brasil durante a década de 1970. Chegou ao Colorado em 1968, vindo do Perdigão, e ficou por lá 12 temporadas, até 1980, quando foi jogar na Colômbia. Neste meio tempo marcou a história com a conquista do octacampeonato gaúcho consecutivo em 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1976, além de ser fundamental no time comandado por Paulo Roberto Falcão que venceu o Brasileirão em 1975, 1976 e 1979.

Claudiomiro

Nascido em Porto Alegre e criado nas categorias de base do Internacional, Claudiomiro é dono de um gol histórico: foi dele a primeira rede balançada no estádio Beira-Rio, em 1969, em amistoso contra o Benfica. Subiu aos profissionais do Inter em 1967 e ficou por lá até 1974, fazendo parte do início do time histórico do Colorado nos anos 1970. Muito forte fisicamente, ficou conhecido pelo apelido de Bigorna e conquistou sete Gaúchos consecutivos em 1969,1970,1971,1972,1973,1974 e 1975, sendo que neste último ano deixou o time rumo ao Botafogo e não participou da campanha do primeiro título brasileiro do clube.

Christian

Revelado pelo Internacional em 1992, Christian não demorou para deixar o clube e, no mesmo ano, foi para o futebol português, do qual saiu em 1996 para voltar ao Colorado e virar ídolo da torcida. Não foi extremamente campeão, tendo conquistado dois títulos relevantes em suas duas passagens: os títulos gaúchos de 1992, na primeira, e de 1997, na segunda, mas fazia tantos gols que virou ídolo. O ótimo desempenho em campo rendeu a ele o apelido de Jesus Christian, que carregou consigo por toda a carreira. Mais velho, com passagens por diversos times do Brasil e da Europa, voltou em 2007 ao Colorado e conquistou neste mesmo ano a Recopa Sul-Americana.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo