Brasileirão Série A

Goiás aproveita São Paulo pouco inspirado para respirar contra o rebaixamento

São Paulo segue sequência ruim fora de casa e Goiás vence na Serrinha para garantir respiro contra o rebaixamento

Num jogo em que fez tudo certo, e contou com um São Paulo pouco criativo e com dificuldade de furar a marcação, o Goiás surpreendeu o campeão da Copa do Brasil e venceu por 2 a 0, pelo Brasileirão. O Goiás não ganhava havia sete rodadas.

Hugo e Morelli, com dois belos lances, fizeram os gols que levaram o Goiás a 30 pontos na tábua de classificação, mesma pontuação do Vasco, o primeiro fora da zona de rebaixamento, e do Santos, que tem um jogo a menos e é o primeiro do Z4.

O Tricolor estaciona em 35, numa pontuação que ainda não preocupa, mas que tampouco é confortável e enseja a paz que o time de Dorival Júnior ensaiava ter depois de levantar o cobiçado troféu nacional.

Golaços colocaram o Goiás em vantagem

O Goiás não fez um grande primeiro tempo ofensivo, mas fez dois golaços. Fechado e com duas linhas compactas e muito próximas, a equipe do técnico Armando Evangelista não desperdiçou as brechas que teve para fazer o resultado.

O jogo mal havia engrenado quando Hugo, aos 10 minutos, fez um gol que se candidata a mais bonito do torneio. Guilherme Marques bateu o escanteio aberto, no bico oposto da grande área. O chute de primeira, de esquerda, saiu certeiro, no ângulo direito de Rafael, que apenas pode assistir.

A partir daí, praticamente só o São Paulo teve a bola. Tanto que, ao final da primeira etapa, as estatísticas mostravam que o Tricolor teve a bola 69% do tempo.

Só que o time do São Paulo parecia desgastado. Os jogadores não se movimentavam o suficiente para criar boas chances. Tanto que o São Paulo deu um único chute, com Luciano, que bateu por cima. Foi a única boa jogada do time no 1º tempo.

Quando o 1 a 0 parecia inevitável, veio a segunda estocada do Esmeraldino, aos 49 minutos. Morelli apertou Alisson, que perdeu a bola e, pedindo falta, não tentou recuperá-la.

O jogador do Goiás avançou do meio-campo até a área do São Paulo, passando por Diego Costa e Pablo Maia, que não o pararam. O chute cruzado saiu preciso para decretar o 2 a 0 para o time da casa.

Segunda etapa repete o panorama da primeira

O Goiás continuou fechadinho no segundo tempo. Com o “ônibus estacionado” para trás de sua intermediária defensiva, o mandante fazia um jogo inteligente, de pouquíssimos riscos e ainda menos posse de bola.

O experiente Vinícius, formado na base do Palmeiras, era o único com direito de jogar um pouco mais desalinhado da formação defensiva. Foi dos pés dele que saiu a melhor chance do Goiás no segundo tempo. O chute bateu em Beraldo antes de sair, aos 33.

E o São Paulo seguia com a bola, afundando cada vez mais o Goiás, mas ainda sem chance de bater a gol. Em dado momento, o Tricolor chegou a ter sete jogadores dentro da área esmeraldina, mas sem o menos espaço para criar chances de chutar com perigo.

Em cabeçada de Maguinho, o Goiás ainda acertou a trave de Rafael, após desvio em Beraldo, aos 40.

https://www.youtube.com/watch?v=6Ui7Dynw2iA

Estatísticas de Goiás 2 x 0 São Paulo – Campeonato Brasileiro 2023

  • Posse de bola: Goiás 24% x 76% São Paulo
  • Finalizações: Goiás 7 x 6 São Paulo
  • Finalizações Certas: Goiás 4 x 2 São Paulo
  • Faltas cometidas: Goiás 17 x 12 São Paulo

Próximos jogos do São Paulo

21/10 – São Paulo x Grêmio
25/10 – Palmeiras x São Paulo
28/10 – Athletico-PR x São Paulo

Próximos jogos do Goiás

21/10 – Cuiabá x Goiás
25/10 – Fluminense x Goiás
28/10 – Goiás x Vasco

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023
Botão Voltar ao topo