Campeonato Brasileiro

Galo doido e vingador: Atlético foi avassalador para virar e golear o Vasco no Mineirão

A noite de domingo reservou o melhor jogo da rodada do Campeonato Brasileiro. O que vimos no Mineirão é a essência do que é o líder até aqui. Um time que atua à imagem do seu técnico, Jorge Sampaoli. O Atlético Mineiro viveu um primeiro tempo de alta intensidade, em que saiu perdendo para o Vasco no começo do jogo, mas virou e goleou ainda nos 45 minutos iniciais. O placar de 4 a 1 é um reflexo de um time que foi avassalador ao atacar e sufocou o adversário de tal modo que conseguiu decidir a partida antes mesmo do intervalo.

[foo_related_posts]

Uma das características que a torcida do Atlético Mineiro mais gosta no seu clube em anos recentes é uma loucura. O Galo Doido se tornou constante, com o auge disso naquela épica conquista da Libertadores de 2013, mas com a continuação na Copa do Brasil de 2014 e muito mais. O que o Galo de Sampaoli tem é muito dessa intensidade, mas com alguns ajustes em relação aos Galos Doidos mais recentes: uma organização pragmática que é típica do seu técnico.

O gol que o Vasco marcou e que abriu o placar no Mineirão foi um que você verá várias vezes, não só hoje, mas será lembrado por ser um dos mais bonitos do campeonato até aqui. Uma cobrança de lateral longo teve desvio de Rever no meio do caminho e caiu para Martin Benítez. Ele aproveitou a bola no ar e virou uma linda bicicleta, surpreendendo o goleiro Everson e marcando 1 a 0.

A vantagem dos vascaínos durou pouco. Aos 13 minutos, Guga cruzou para a área, Nathan ajeitou no meio do caminho e sobrou dentro da área para o outro lateral, Guilherme Arana, encher o pé e empatar: 1 a 1. Belo gol do Galo. O segundo gol saiu aos 17 minutos. Keno fez jogada de ponta esquerda para cima do zagueiro Miranda, dividiu a bola, que sobrou para Jefferson Savarino, que se jogou e tocou para o fundo da rede. Virada do Atlético para 2 a 1.

O Galo avassalador continuava. Aos 28 minutos, o árbitro marcou pênalti para o Atlético. Nathan foi derrubado dentro da área pelo zagueiro Ricardo Graça em uma entrada por trás. O lateral Guga foi para a cobrança e foi preciso: 3 a 1. Ainda no final do primeiro tempo, aos 35 minutos, Alan Franco invadiu a área e foi derrubado por Leandro Castán. Mais um pênalti para o Atlético Mineiro e, desta vez, quem cobrou foi Keno. Sem chance de defesa: 4 a 1.

No segundo tempo, mesmo com a vantagem d e 4 a 1 no placar, quem mais chegou para marcar mais um gol foi o próprio Atlético. Tudo se complicou muito mais quando Andrey acabou expulso ao receber o segundo cartão amarelo, aos 14. Aí o que era uma missão difícil ficou quase impossível. Com um a menos, perdendo por 4 a 1, fora de casa, contra o melhor time do campeonato, o Vasco não tinha muito mais o que fazer.

Rodada após rodada, o Galo mostra que é mais do que doido. É um time muito forte, capaz de grandes jogos. Vai liderando e passando por cima dos adversários. O Atlético Mineiro segue líder. Abriu cinco pontos do Internacional e tem um jogo a menos que os gaúchos, 12 a 13. O Vasco é oitavo colocado, com 12 jogos.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

 

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo