Campeonato Brasileiro

Fred terá mais um jogo para o adeus, mas a cena icônica já está gravada na memória

Fred proporcionou um momento arrepiante, em sua emocionada comemoração no penúltimo jogo da carreira

Fred faz parte de uma seletíssima lista de maiores ídolos do Fluminense. Viveu de tudo com o clube, saiu e voltou, teve bons e maus momentos. Nada que apague a identificação, a ligação com a torcida e a história de quem representa tantas alegrias aos tricolores – tantas conquistas enormes. O Flu se prepara ao adeus do artilheiro na próxima semana. O penúltimo jogo, no entanto, se antecipou para gravar uma imagem icônica. A emoção de Fred pelo gol contra o Corinthians, o último na goleada por 4 a 0, é daquelas cenas que acompanharão as lembranças dos torcedores sobre a sua idolatria.

A partida seria especial por si, com a atuação soberana do Fluminense contra um Corinthians mais preocupado com a Libertadores. Ainda assim, a história se torna maior graças a Fred. O centroavante saiu do banco no fim do segundo tempo para ter alguns minutos em campo e ser convidado à festa. Don Fredón não se contenta com pouco e quis o protagonismo para si. Nos acréscimos, anotou o gol que selou a goleada, numa tão característica finalização fatal de primeira. O seu tento de número 199 com a camisa tricolor.

Mas emblemática mesmo é a comemoração de Fred. A explosão. A corrida desenfreada e sem rumo. A emoção escancarada. O grito rasgado. As lágrimas que brotavam em seu rosto, sem qualquer controle, sem necessidade de controlar o que é tão carnal. A maneira como todos os companheiros correram para abraçá-lo. A euforia de quem estava presente naquele momento para exaltar a lenda tricolor. E a cena com o gandula aos prantos, sem que Fred também contivesse seu choro, representa toda uma legião de torcedores que se contagiou, se emocionou e participou daquele abraço.

Na saída de campo, Fred chorou de novo na entrevista ao SporTV. Agradeceu a torcida, pela maneira como segurou sua mão em momentos difíceis, como na dramática campanha de 2009 e depois da Copa do Mundo de 2014. Depois, quando pensava em abandonar a carreira, de novo recebeu os créditos do Fluminense: “Hoje está sendo emocionante vir aqui, no meu penúltimo jogo, entrar com a ajuda do Diniz e dos jogadores, com a torcida cantando meu nome, acabar fazendo o gol. Se alguém fosse escrever um roteiro, não seria perfeito como esse”.

Ainda há mais um ato de Fred com o Fluminense no Maracanã, contra o Ceará. O que aconteceu neste sábado gera mais expectativas para a festa que será preparada pelo Flu e, de certa maneira, motiva mais os tricolores para promoverem outras imagens memoráveis. Esse gol contra o Corinthians resgata, à flor da pele, toda a grandeza e senso de pertencimento do artilheiro. Aconteça o que acontecer dentro de uma semana, a fotografia do adeus está eternizada.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo