Campeonato Brasileiro

Foi bacana a homenagem dos jogadores colorados a Guerrero durante a vitória do Internacional

A lesão de Paolo Guerrero foi uma péssima notícia ao Internacional e afeta o planejamento do clube, especialmente num calendário apertado, às portas do retorno da Libertadores. Sem o artilheiro, que estava em ótima fase, o jeito aos companheiros colorados foi tentar atenuar a lamentação e garantir alguma alegria na semana. E ela veio com uma boa vitória no Beira-Rio, derrotando o embalado Atlético Goianiense por 3 a 0. No último gol, os jogadores se uniram para imitar a comemoração característica do peruano e assim homenageá-lo.

O primeiro tempo guardaria seus perigos ao Inter. Mais uma vez, o Atlético Goianiense jogou em cima dos erros dos adversários e ameaçou, com direito a um gol anulado. Apenas na volta do intervalo, com a mudança de postura, é que os colorados viram o duelo se tornar favorável. O primeiro gol saiu aos seis minutos, em escanteio cobrado por Peglow que Musto cabeceou. Entretanto, pouco depois, uma confusão rendeu a expulsão de Pottker e a situação parecia se complicar aos gaúchos.

O trunfo do Inter seria Thiago Galhardo, que saiu do banco ao lado de Edenílson. Aos 23, ele anotou o segundo gol, aproveitando o rebote de uma jogadaça de Patrick. O volante desnorteou o marcador e carimbou a trave, mas o companheiro pegou a sobra. E a vitória acabou concluída aos 42, num pênalti sofrido por Galhardo. O próprio meia cobrou com potência e, na comemoração, se juntou com Rodrigo Lindoso e Edenílson para imitar a comemoração de Guerrero. Uma maneira de apoiar o peruano, que rompeu os ligamentos do joelho e não deve jogar mais em 2020.

Depois da partida, Galhardo falou não apenas sobre Guerrero, mas também sobre Boschilia, ausência após o falecimento de seu pai: “Um jogador da qualidade do Guerrero, pelo momento que vive e pelos números que tem, é muito difícil perdê-lo. Nos fechamos como sempre fizemos. Não é só pelo Guerrero, mas pelo Boschilia, pela perda que teve. Mostramos que somos uma família, dedicamos a eles. Combinamos a comemoração, Edenílson e Lindoso vieram. Somos unidos. O Guerrero está chateado com a situação, nós também, então falei que quando fizesse um gol o homenagearia”.

O resultado deixa o Internacional com nove pontos, recuperado após a derrota para o Fluminense. Marca o bom início de campanha da equipe de Eduardo Coudet, por mais que a tabela ajude. Já o Atlético Goianiense perde a invencibilidade e permanece com quatro pontos, ainda com uma partida a menos.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo