Brasileirão Série A

Fluminense acerta retorno de Marlon; saiba bastidores da negociação

Zagueiro chega por empréstimo do Shakhtar Donetsk e recusou propostas de Corinthians e Inter no mercado da bola

O Fluminense acertou o retorno do zagueiro Marlon, que será mais um reforço para o time de Fernando Diniz. O defensor chega por empréstimo sem custos de um ano junto ao Shakhtar Donetsk (UCR), seguindo normativa da Fifa por causa dos conflitos entre Rússia e Ucrânia. Ele atuou pelo Monza (ITA) na última temporada.

O zagueiro é o quinto reforço do Tricolor no mercado da bola para 2023. Sonho antigo do Flu, que tentou sua contratação nas últimas duas temporadas, o jogador de 27 anos retorna ao clube que o formou após seis anos.

Restam apenas detalhes burocráticos para a finalização do contrato de empréstimo, mas já está tudo certo entre Fluminense e Marlon.

Para acertar com o Fluminense, Marlon recusou propostas financeiramente mais altas de Corinthians e Internacional, no Brasil, além de clubes europeus. O zagueiro de 27 anos fará exames médicos e assina contrato com o Tricolor nesta terça-feira (11).

A negociação era vista como difícil, já que o desejo inicial do atleta e de sua família era seguir na Europa. No Velho Continente, ele passou por Barcelona, Nice, Sassuolo, Monza e Shakhtar Donetsk.

Procura do Corinthians ‘motiva’ Fluminense nos bastidores

A boa relação com o presidente Mario Bittencourt — assim como a de seus agentes com o mandatário — foi importante nas conversas. Ao saber pela imprensa que o Corinthians havia procurado Marlon, Bittencourt pediu ao estafe do jogador para conversar com ele.

Do zagueiro, ouviu que a proposta paulista era financeiramente muito vantajosa para o mercado brasileiro. Além disso, a preferência de sua família era seguir na Europa. Mario, então, questionou novamente Marlon se poderia fazer uma proposta e se havia interesse. O jogador já havia sido procurado em 2021 e 2022.

O defensor deixou claro que sempre ouviria o Fluminense com carinho.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Marlon (@marlonsantos_ms4)

Marlon balança com retorno ao Fluminense

Horas depois, o Flu enviou proposta aos empresários de Marlon. Os números estavam distantes do que o jogador de 27 anos recebia na Europa, mas ainda assim, o salário será um dos mais altos do elenco tricolor.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Marlon (@marlonsantos_ms4)

O zagueiro fez o que prometeu: ouviu com carinho, analisou com a família e respondeu no prazo dado ao clube.

Marlon deu o aval ao clube após a vitória do Fluminense por 2 a 0 sobre o Internacional. O clube, então, teve mais uma reunião nesta segunda (10), e depois passou a tratar os trâmites burocráticos do empréstimo sem custos. A normativa da Fifa acontece por conta do conflito entre Rússia e Ucrânia.

Bastidores: ligação de Diniz e seleção pesam

A decisão de Fernando Diniz em conciliar Fluminense e seleção brasileira foi criticada e virou até motivo de protesto dos torcedores. Mas na prática, ajudou o Tricolor no mercado da bola.

Uma ligação do técnico para Marlon fez toda a diferença na negociação, bem como o fato de Diniz hoje ser o comandante da seleção. Apesar de preferir a Europa em um primeiro momento, o carinho do zagueiro pelo clube de seu coração e que o formou como atleta já o havia balançado.

Já seduzido pela “volta para casa”, o jogador também passou a saber que seria observado no dia a dia pelo novo técnico da seleção, o que pesou positivamente para o Fluminense.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Marlon (@marlonsantos_ms4)

Jogador vê retorno ao Fluminense como ‘ponte’ para seleção

Na conversa, Diniz não se utilizou do novo cargo, mas deixou claro o quanto conhecia e confiava no futebol de Marlon. O zagueiro jogou o Mundial sub-20 e amistosos da seleção sub-23 pela Amarelinha antes de ir para o futebol europeu.

Além de todo o contexto do seu retorno ao Fluminense, o defensor não escondeu de pessoas próximas que a decisão ainda seria uma “ponte” para jogar pela seleção principal.

Curiosamente, um dos “concorrentes” de Marlon é Nino, que pode ser seu companheiro de zaga. O capitão do Fluminense é um homem de confiança de Fernando Diniz, que participou de sua contratação junto ao Criciúma, em 2019.

Marlon disputou 71 jogos pelo Fluminense e não marcou gols, mas deu três assistências. Em 2016, ele foi campeão da Primeira Liga pelo Tricolor.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Jornalista pela UFRJ, pós-graduado em Comunicação pela Universidad de Navarra-ESP e mestre em Gestão do Desporto pela Universidade de Lisboa-POR. Antes da Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo