Brasileirão Série A

Flamengo volta a desperdiçar pontos valiosos contra adversário frágil durante a Copa América

Se Tite e companhia conseguiram vencer confrontos direitos e rivais gigantes, perdeu para o Juventude e empatou com o Cuiabá

Flamengo e Cuiabá empataram em 1 a 1 na noite deste sábado (06), em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Derek Lacerda abriu o placar para os visitantes no primeiro tempo, enquanto Pedro empatou para os rubro-negros, já na etapa complementar. 

A equipe de Tite não conseguiu apresentar o mesmo futebol das partidas anteriores, bem mais lento e pouco eficiente no campo de ataque. O Flamengo ainda sofreu com a cera do Cuiabá, desde o primeiro tempo, além da atuação confusa do árbitro Rodrigo de Lima. 

O empate não tira a liderança do Flamengo, mas o clube pode perder a gordura acumulada nas últimas rodadas. Palmeiras, Botafogo e Bahia, principais perseguidores, jogam neste domingo (7). 

Mais um tropeço contra pequenos

O Flamengo voou nos confrontos direitos e jogos contra gigantes do futebol brasileiro nesta Copa América, mas, quando enfrentou clubes de menor expressão, se complicou. Já tinha perdido pontos preciosos diante do Juventude, em Caxias do Sul, e, agora, perde os 100% de aproveitamento no Maracanã durante esse período para o Cuiabá. 

A campanha, mesmo com os desfalques, ainda é interessante, com 17 pontos conquistados em 24 possíveis, mas o jogo deste sábado era daqueles que o torcedor (e analistas) marcavam como vitória. Não estraga o momento bom, pelo contrário, porém é um empate que pode fazer falta lá na frente. 

Importante frisar que a torcida, embora tenha sofrido com alguns momentos de impaciência, apoiou o Flamengo ao longo dos 90 minutos, como tem sido de praxe nesse período de Copa América. Mesmo com o empate, inclusive, o time saiu aplaudido de campo. 

O que aconteceu de melhor no jogo?

  • O Cuiabá abriu o placar logo no início e obrigou o Flamengo a sair ainda mais; 
  • A equipe rubro-negro acumulou muitos erros básicos, especialmente no primeiro tempo, que só podem ser explicados por falta de concentração; 
  • Tite mexeu bem no segundo tempo, o Flamengo melhorou e conseguiu o seu gol com Pedro; 
  • A atuação ruim do árbitro Rodrigo Pereira de Lima, de Pernambuco, irritou torcedores e jogadores de ambas as equipes. 

Como foi o jogo?

Difícil para o Flamengo. Não é como se o Cuiabá tivesse ido para cima na primeira etapa, mas encontrou seu gol num golpe de sorte antes dos cinco minutos. Derek Lacerda entrou na área sem ser incomodado pelos volantes rubro-negros e contou com desvio em David Luiz para matar Rossi e abrir o placar. 

A toada do Flamengo foi justamente essa. A equipe até teve oportunidades de marcar na primeira etapa, com Pedro, Luiz Araújo e o próprio Lorran, que entrou na vaga de Bruno Henrique, lesionado, mas a tomada de decisão final fez com que o time fosse pouco eficiente. Esse fator, atrelado à arbitragem picotada de Rodrigo de Lima fez com que a torcida se irritasse no Maracanã. 

E o rubro-negro poderia ter ido para os vestiários com resultado ainda pior, já que Isidro Pitta teve a chance de marcar, cara a cara com Rossi. 

Tite voltou com outro Flamengo para o segundo, desfazendo a dupla de volantes que não deu certo e colocando Werton na vaga de Allan. A alteração deu mais profundida à equipe, que, depois de algumas tentativas frustradas, conseguiu o seu gol. A bola aérea foi alicerce novamente, em cruzamento perfeito de Ayrton Lucas para cabeçada firme de Pedro. 

Apesar do ânimo concedido pelo gol, o Flamengo não conseguiu chegar à virada pelos mesmos problemas apresentados no primeiro tempo. Faltou pontaria e eficiência. O Cuiabá, por sua vez, abdicou de qualquer ataque na etapa complementar, esperando um erro do Rubro-Negro para tentar o triunfo. Como não veio, as equipes ficaram no empate. 

O nome do jogo: Ramon, do Cuiabá

É a primeira vez que um jogador de um rival do Flamengo recebe o prêmio de melhor em campo. Nenhum atleta do Rubro-Negro se sobressaiu na partida, pelo menos não pelo lado positivo, enquanto o lateral do Cuiabá fez partida extremamente segura. Cria do Ninho, Ramon marcou Wesley, Luiz Araújo e Lorran com maestria. Poucas foram as investidas pelo lado direito de ataque. 

Ramon está se encontrando no Cuiabá após deixar o Flamengo (Foto: Gil Gomes/AGIF/Sipa USA) – Photo by Icon Sport

E agora, Flamengo?

O próximo compromisso do Flamengo será (novamente) válido pelo Campeonato Brasileiro, que é um dos principais objetivos do clube em 2024. O Rubro-Negro enfrentará o Fortaleza na quinta-feira (11), a partir das 20h (de Brasília), no Maracanã.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme XavierSetorista

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo