Brasileirão Série A

Reencontro termina com Everton Ribeiro cabisbaixo e um incansável Flamengo na liderança

David Luiz marcou no fim para dar a vitória ao Flamengo de maneira agónica, em jogo que viu o Bahia melhor em boa parte dos 90 minutos

O Flamengo venceu o Bahia por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (20), em jogo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Gerson e David Luiz garantiram o triunfo ao Rubro-Negro, enquanto Everaldo descontou para o Tricolor de Aço.

O duelo marcou o reencontro de Everton Ribeiro com a torcida no Maracanã, que acabou levando a melhor.

O resultado deixa o Flamengo na liderança isolada do Brasileirão, com 21 pontos, um a mais que Botafogo e Palmeiras.

Everton Ribeiro recebe homenagens e desfila no Maracanã

O dia foi de reencontros. Ceni e Jean Lucas, que também passaram pelo Flamengo, também estiveram em campo, mas as homenagens foram todas voltadas para Everton Ribeiro. O camisa 10 do Bahia foi capitão do Rubro-Negro em praticamente todas as conquistas relevantes dessa geração vitoriosa, incluindo duas conquistas de Libertadores.

Entre bandeiras, faixas e mensagens de carinho, Everton Ribeiro entrou em campo se sentindo em casa. Experiente, ele não sentiu nem um pouco a pressão do Maracanã em jogo de seis pontos e desfilou seu bom futebol, sendo uma das figuras de um Bahia que foi melhor em boa parte da partida.

O que aconteceu de melhor no jogo?

  • O Bahia foi dominante em boa parte do jogo;
  • O Flamengo começou explorando contra-ataques, mas, no segundo tempo, buscou a vitória graças às mudanças de Tite;
  • Festa absurda dos rubro-negros no Maracanã;
  • Gerson marcou um belo gol, e David Luiz fez o Maracanã explodir com o gol da vitória;
  • O resultado não pareceu justo dentro daquilo que as duas equipes apresentaram.

Como foi o jogo?

O primeiro tempo pode até ter surpreendido o torcedor, mas, para quem acompanha Ceni e Tite, o cenário foi dentro do esperado. O Bahia reteve mais a bola no Maracanã e criou muitas oportunidades, diante de uma defesa pouco protegida do Flamengo. Léo Ortiz recebeu cartão no início da partida e ficou à mercê da decisão, enquanto Gerson e Lorran são muito mais ofensivos.

Jean Lucas, Everton Ribeiro e Cauly foram muito bem, dominando o meio-campo. Quando tudo dava certo para o Tricolor de Aço, o Flamengo agiu e abriu o placar com toda a sua qualidade. Lorran serviu Pedro, que deu lindo passe de calcanhar para Gerson fuzilar.

O gol, contudo, não desanimou o Bahia, que seguiu fazendo o seu jogo e chegou ao empate em jogada que começou com ex-Flamengo. Jean Lucas, cria do Ninho, achou Everaldo, que venceu Rossi para devolver a igualdade ao placar. Os minutos finais da primeira etapa foram de maior trocação, porém, no geral, os comandados de Rogério Ceni foram superiores.

A etapa complementar parecia seguir o mesmo caminho, com o Bahia mais presente no campo de ataque, até que Tite resolveu ser decisivo. Ao sacar Luiz Araújo e Lorran para as entradas de Allan e Gabigol, o Flamengo ganhou fôlego no meio-campo e começou a pressionar. O azar e a falta de competência pareciam ser um obstáculo, até que o destino interferiu novamente.

Assim como contra o Athletico, o Flamengo decidiu a partida no último lance. David Luiz completou o cruzamento de Gerson para fazer os quase 50 mil presentes no Maracanã explodirem. Vitória monumental de um líder que segue bem o seu hino: “Tua glória é lutar”.

O nome do jogo: Gerson

Autor do gol e dono das melhores jogadas do Flamengo na partida, Gerson recebe o prêmio simbólico da Trivela com todos os méritos. Seja na ponta ou no meio, o Coringa teve uma atuação que o consolida cada vez como referência técnica desse elenco. E ainda deu tempo de conceder a assistência para David Luiz decidir o resultado em favor do Rubro-Negro.

Gerson comemora seu gol contra o Bahia (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF/Sipa USA) – Photo by Icon Sport

E agora, Flamengo?

O próximo compromisso do Flamengo será (novamente) válido pelo Campeonato Brasileiro, que ficou paralisado por duas rodadas. O Rubro-Negro enfrentará o Fluminense, no próximo domingo (23), a partir das 16h (de Brasília). O clássico será disputado no Maracanã.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme XavierSetorista

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo