Brasileirão Série A

Escolhas de Sampaoli “quebram” o time, e Flamengo é humilhado pelo Athletico

Antes de final da Copa do Brasil, Flamengo naufraga em Cariacica com formação bizarra de Sampaoli e muitos erros individuais

O Flamengo perdeu para o Athletico Paranaense por 3 a 0, nesta quarta-feira (13), em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do Furacão foram marcados por Cacá, Alex Santana e Vítor Bueno, entre os dois tempos. A atuação da equipe de Sampaoli impressionou pela passividade do time, lembrando os piores momentos do trabalho do argentino.

Com o resultado, o Flamengo desperdiça mais uma chance de embalar no Campeonato Brasileiro e, pior ainda, leva um clima pesado para a final da Copa do Brasil. O revés, além de humilhante, aumenta a pressão no time até a decisão.

O que de melhor aconteceu para o Flamengo

O primeiro tempo do Rubro-Negro carioca, para desespero dos torcedores, foi muito ruim. As escolhas de Sampaoli na escalação geraram muitas críticas, que se comprovaram dentro de campo. Thiago Maia atuando na esquerda da zaga não funcionou, e a maioria das jogadas criadas, por mérito do Athletico ou erros do Flamengo, saíram por lá. David Luiz como volante, à frente da linha de três, também foi um desastre.

O resultado foram primeiros 45 minutos difíceis de assistir. O Flamengo até criava em jogadas de velocidade com Everton Cebolinha e Gerson, mas esbarrava na bem postada defesa dos paranaenses. Gabigol foi muito mal, e seu companheiro de ataque praticamente não tocou na bola. Os erros se acumularam e, na terceira grande chance que teve, o Athletico não perdoou. A bola ainda desviou em Pedro, com requintes de crueldade, para evitar defesa simples de Cunha e possibilitar o rebote, convertido por Cacá. O time saiu vaiado para os vestiários.

A segunda etapa reservou momentos ainda piores ao Flamengo. Sampaoli até tentou corrigir os erros na escalação, promovendo a entrada de Allan e Everton Ribeiro, nas vagas de David Luiz e Victor Hugo, respectivamente. A sorte, no entanto, também não ajuda quem não tem competência, e o volante foi substituído por uma pancada no pé com apenas 15 minutos em campo.

Cacá marcou um dos gols que deu a vitória aos visitantes (Foto: Jose Tramontin/Athletico)

Tudo pioraria logo depois, quando Gabigol foi expulso após análise do VAR, por ter agredido Cuello com uma cotovelada. O atacante até reclamou, e Sampaoli chegou a receber o cartão amarelo pelo protesto, mas foi em vão. No fim, o Flamengo até tentou pressionar, muito mais no coração do que na organização, e acabou castigado por ter um jogador a menos. Alex Santana aproveitou para ampliar, e Vitor Bueno, de pênalti, no fim, deu números finais ao duelo.

Teve até Olé da torcida em novo naufrágio pós Data Fifa

A passividade do Flamengo lembrou o jogo contra o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, a primeira pós Data Fifa de Sampaoli. Naquela ocasião, o Rubro-Negro esteve irreconhecível, como nesta quarta, e sofreu uma goleada impiedosa. O fator em comum, além do revés? Os gritos de olé vindos das torcidas presentes no Nabi Abi Chedid e Kleber Andrade.

Em que isso interfere no Flamengo

O revés deixa o Flamengo na quarta posição do Brasileirão, com 39 pontos, podendo perder posições na rodada. Ainda assim, não há tempo para lamentar: chegou a hora, já que o próximo compromisso do Flamengo é a grande final da Copa do Brasil. O jogo de ida da série contra o São Paulo será disputado neste domingo (17), às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Em que isso interfere no Athletico

O triunfo contundente deixa o Athletico na briga pela vaga na Libertadores. Os paranaenses estão na sexta posição, com 37 pontos. O próximo compromisso do Furacão será daqui a oito dias, na quinta-feira (21), contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro. As equipes entram em campo às 19h30 (de Brasília), na Arena da Baixada.

Estatísticas de Flamengo x Athletico – Campeonato Brasileiro

  • Posse de bola: Flamengo 59% x 41% Athletico
  • Chutes: Flamengo 13 x 15 Athletico
  • Chutes a gol: Flamengo 5 x 9 Athletico
  • Gols: Flamengo – ; Athletico – Cacá, aos 27′ do 1ºT; Alex Santana, aos 38′ do 2ºT e Vitor Bueno, aos 52′ do 2ºT
Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo