Brasileirão Série A

Erros individuais e inoperância ofensiva marcam derrota do Grêmio para o Fortaleza

Tricolor gaúcho joga mal, perde a cabeça no primeiro tempo e sofre novo revés no Campeonato Brasileiro

Na noite desta quarta-feira (19), o Grêmio conheceu sua quinta derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro. Em jogo válido pela 10ª rodada, o Imortal sucumbiu diante do Fortaleza, na Arena Castelão. Lucero, de pênalti, marcou o único gol da partida.

Após início promissor, o Imortal se perdeu em campo. Em pênalti cometido por Rodrigo Ely e expulsão de Pepê, a equipe gaúcha entregou de bandeja os pontos para os donos da casa.

Em oito jogos disputados no Campeonato Brasileiro, o Grêmio conquistou apenas seis pontos — são duas vitórias e seis derrotas. Números preocupantes, que deixam o Tricolor afundado na 18ª colocação.

Rodrigo Ely comete pênalti, Lucero converte e coloca Fortaleza na frente

O Grêmio foi melhor nos primeiros minutos no Castelão. Com mais posse de bola, a equipe de Renato Gaúcho trocava passes pacientemente em busca de brechas na defesa do Fortaleza.

Sem sucesso no chão, o Imortal apelou para o jogo aéreo. Reinaldo cobrou escanteio, Rodrigo Ely desviou de pé direito na área e João Ricardo espalmou.

A goleada acachapante sofrida diante do Cuiabá deixou lições no Fortaleza. A começar pela postura sem a bola.

Compacto e agressivo na marcação, o Leão do Pici encurtou os espaços e dificultou a vida do Grêmio que, por sua vez, pecava na tomada de decisão.

Na área técnica, Renato Gaúcho mostrou insatisfação. Afinal, o Tricolor tinha a bola, mas era pouco efetivo no terço final de campo. Faltava capricho e contundência na definição das jogadas.

Aos 36′, o árbitro foi chamado pelo VAR. O motivo? Em bicicleta de Tinga na área, a bola explodiu no braço (ampliado) de Rodrigo Ely. Após longo tempo de checagem, o pênalti acabou assinalado. Lucero deslocou Marchesín na cobrança e abriu o placar.

Renato Gaúcho em Fortaleza x Grêmio (Foto: Icon Sport)

Pepê é expulso e complica o Grêmio no Castelão

Pilhado em campo, o Grêmio claramente sentiu o gol de Lucero. E com 43′ no relógio, as coisas pioraram para a equipe gaúcha. Pepê dividiu com Martínez no carrinho, ergueu demais o pé e atingiu o adversário. Cartão vermelho direto, deixando o Imortal com um a menos — tendo todo o 2º tempo para jogar.

Pouco efetivo no ataque e desorganizado na defesa, o Grêmio fez 1º tempo para esquecer. Passes errados, lançamentos forçados, chuva forte e pouquíssima inspiração. Teve de tudo nos 45′ iniciais do Tricolor, menos bom futebol e gol a favor.

Fortaleza ‘cozinha' 2º tempo e se aproveita de um Grêmio inofensivo

A chuva deu trégua na volta do intervalo. Boa notícia para o Grêmio que, atrás no placar, precisava aumentar o volume ofensivo e salvar ao menos um ponto fora de casa. Mas não foi que aconteceu. Os visitantes continuaram errando muito na transição e sendo presa fácil para o sistema defensivo do Fortaleza.

Em vantagem numérica — no placar e dentro das quatro linhas — o Leão do Pici voltou para a etapa complementar com apetite. A estratégia de Vojvoda estava clara: ampliar a vantagem e matar o jogo o mais rápido possível.

Martínez, de cabeça, acertou o travessão. Na sequência, Breno Lopes chutou rente à trave de Marchesín. Os erros do Fortaleza mantinham o Grêmio no jogo, porém, a inoperância ofensiva do time gaúcho impediu qualquer reação.

No apagar das luzes, Rodrigo Ely ainda carimbou a trave. A bola sobrou para Nathan Fernandes, que com o gol aberto, isolou. Definitivamente não era a noite do Grêmio.

Próximos jogos do Grêmio

  • Grêmio x Internacional – Campeonato Brasileiro – 22/06
  • Atlético-GO x Grêmio – Campeonato Brasileiro – 26/06
  • Grêmio x Fluminense – Campeonato Brasileiro – 30/06
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme CalvanoRedator

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo