Brasileirão Série A

Coudet valoriza vitória do Inter sobre o Palmeiras e faz afago em Robert Renan

Após triunfo na Arena Barueri, técnico argentino exalta elenco do Internacional e pede paciência e compreensão com Robert Renan

Na noite desta quarta-feira (17), o Internacional conquistou sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro e manteve os 100% de aproveitamento na competição. E não se trata de qualquer triunfo. A equipe colorada bateu o atual bicampeão nacional Palmeiras, por 1 a 0, na Arena Barueri, e assumiu a segunda colocação do certame. Após a partida, o técnico Eduardo Coudet elogiou a atuação do time e falou sobre a importância do resultado.

– Fizemos um grande jogo contra um adversário importante. Praticamente não sofremos. É muito difícil aqui contra este adversário. Não tivemos a sorte de poder liquidar o jogo. Fizemos um jogo à altura da circunstância. Os jogadores têm o mérito da vitória. Preparamos o jogo sabendo que enfrentaríamos um grande adversário. Tentamos incomodar cada vez que pegamos a bola -, disse Coudet.

Briga pelos títulos na temporada

Questionado se o Internacional brigará pelo título do Campeonato Brasileiro, Coudet prometeu seguir trabalhando forte para colocar o time em condições de lutar pelos três troféus que disputa – Brasileirão, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana. Além disso, o treinador argentino exaltou a qualidade do elenco colorado. Segundo ele, o grupo que tem em mãos é o melhor que já trabalhou na carreira.

– Já falei que trabalhamos para brigar pelos títulos. Temos três competições, eu assinaria agora por uma delas. A gente não pode prometer títulos, mas prometemos vontade. Algumas vezes o resultado não vem, mas a forma e a ideia de jogar podem sustentar o treinador. Temos que preparar cada jogo para ganhar. Jogando em casa ou fora. São muitas partidas. É um grande grupo. Quem tem dúvida sobre o grupo, some os títulos que eles têm na carreira. Eu nunca peguei um grupo tão vencedor. É um grupo forte mentalmente. É um montanha-russa. Agora já estamos no alto de novo, mas sabemos que não vamos ganhar todas.

O afago de Coudet em Robert Renan

A partida desta quarta-feira (17) marcou o retorno de Robert Renan, que atuou por cerca de 12 minutos no 2º tempo. O zagueiro do Inter esteve fora da lista de relacionados nos dois últimos jogos e não entrava em campo desde a eliminação nas semifinais do Campeonato Gaúcho, quando desperdiçou penalidade contra o Juventude, ao finalizar de “cavadinha”. O lance irritou a torcida colorada e gerou desconforto interno no clube.

Durante a coletiva, Coudet saiu em defesa de Robert Renan. O comandante colorado elogiou a atuação do jovem de 20 anos e lhe deu respaldo para seguir trabalhando no dia a dia.

– Robert Renan é um dos zagueiros com mais projeção no futebol brasileiro. Não vamos condenar ele. Vamos ajudar ele. Sofreu muito com sua família. Agora é retomar. Pedir apoio de quem pode. Vamos respaldá-lo. Futebol é difícil. Estamos falando de um garoto que eu não sei nem se tem 20 jogos na 1ª divisão. Nós sabemos que ele errou, mas talvez por conta de não entender a dimensão do clube, a pressão do futebol. Hoje precisamos dele, era um cenário difícil, um adversário difícil e ele nos ajudou.

Confira outras respostas de Coudet

Projeção para o jogo contra o Athletico-PR

– São muitos jogos e às vezes flutuar ao nível individual é comum. Temos um grande grupo, vamos nos preparar agora para o jogo do domingo.

O que achou do sorteio da Copa do Brasil? Inter enfrentará o Juventude

– É um adversário difícil. Às vezes sinto que desmerecemos rivais. Juventude venceu hoje um grande time, o Corinthians. Conheço o sentimento dos colorados, que não aguentam mais as dificuldades.

Próximos jogos do Internacional

  • Athletico-PR x Internacional – Campeonato Brasileiro – 21/04
  • Delfín x Internacional – Copa Sul-Americana – 25/04
  • Internacional x Atlético-GO – Campeonato Brasileiro – 28/04
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo