Brasileirão Série A

Heroico, Corinthians supera expulsão precoce e frustra Grêmio na Arena

Após expulsão de Bruno Méndez, Corinthians jogou por quase 80 minutos com um jogador a menos, mas mesmo assim venceu com gol de Romero e quebrou sequência de cinco vitórias do Grêmio

O Corinthians foi heroico na Arena do Grêmio, na chuvosa tarde deste domingo (12), em Porto Alegre. Mesmo com um jogador a menos durante quase 80 minutos, o Timão venceu o Grêmio por 1 a 0, com gol de Romero, frustrando os mais de 50 mil gremistas, que esperavam a sexta vitória seguida, a qual colocaria o Tricolor Gaúcho na liderança do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Grêmio fica na 3ª colocação, com 59 pontos. Já o Corinthians sobe para a 11ª colocação, com 44. Após a Data Fifa, as equipes voltam a campo daqui a duas semanas. No domingo, dia 26, o Tricolor Gaúcho visita o Atlético-MG na Arena MRV. Um dia antes, o Timão recebe o Bahia na NeoQuímica Arena.

Lances capitais logo aos 6 minutos de jogo

O Grêmio começou com Cristaldo como novidade entre os titulares, no lugar de Ronald, o que fez o time de Renato se postar no 4-2-3-1. No Corinthians, Mano Menezes surpreendeu ao escalar três zagueiros, deixando Gil e Yuri Alberto no banco de reservas. A ideia era se fechar e explorar a velocidade de Romero e Wesley no contra-ataque. A primeira chance do jogo surgiu assim. Aos 2 minutos, Carballo errou passe na saída de bola do Grêmio. Giuliano conduziu e abriu na direita da grande área para Wesley, que chutou na rede pelo lado de fora.

Uma sequência de lances capitais na partida aconteceu aos 6 minutos. Após troca de passes, Matheus Bidu se projetou sozinho no lado esquerdo da grande área e foi agarrado por João Pedro, mas o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima mandou o jogo seguir. Após Gabriel Grando repor para o lado esquerdo, Lucas Besozzi colocou na frente e sofreu carrinho muito forte de Bruno Méndez, que acertou a sola na canela do atacante gremista. Inicialmente, o árbitro deu cartão amarelo para o zagueiro do Corinthians, mas mudou para vermelho direto após ser chamado pelo VAR para consultar o vídeo.

Árbitro expulsou Bruno Méndez após consulta ao VAR. Foto: Maxi Franzoi/IconSport

A indignação dos corintianos foi grande, mas coube a Mano, que recebeu cartão amarelo posteriormente, reorganizar a equipe. Wesley se posicionou aberto pela esquerda, Romero pela direita e Renato Augusto como único homem à frente no 4-4-1. Aos 11, o Grêmio perdeu João Pedro por problema muscular, e Fábio entrou.

Mesmo com um Grêmio mais criativo (e em vantagem numérica), Corinthians abre o placar

Mesmo com um jogador a mais, o Tricolor Gaúcho tinha dificuldade para entrar na organizada defesa do Corinthians. Aos 14, Besozzi tentou de perna esquerda, mas pegou fraco. Aos 23, o Grêmio teve um gol anulado. Após sobra de bola parada, Suárez recebeu no lado esquerdo da grande área em posição de impedimento e cruzou para Galdino, que cabeceou para as redes. Em uma de suas raras escapadas, o Corinthians conseguiu escanteio aos 32 minutos. Após bate-rebate, Lucas Veríssimo escorou de cabeça para Romero, que concluiu para abrir o placar.

Em busca da reação diante de um adversário bastante fechado, o Grêmio tentava muito por dentro, onde estava congestionado. Pouco inspirado, o Tricolor se limitava a chutes de fora da área, que Cássio defendia com tranquilidade. A chance mais concreta para os gremistas no primeiro tempo foi já nos acréscimos. Aos 46, Carballo deu belo passe em profundidade para Galdino, que bateu cruzado, mas fraco, facilitando a defesa de Cássio.

Gerente de futebol do Corinthians se revolta com o VAR

Inconformado com a arbitragem, durante o intervalo o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes, correu em direção à sala do VAR e bateu na porta. O dirigente também partiu para cima de profissionais de imprensa que filmaram o incidente.

Grêmio vai para cima, e Corinthians se fecha ainda mais

Na volta para o segundo tempo, Mano tirou Renato Augusto para a entrada de Moscardo, deixando Giuliano como jogador mais adiantado. Já o Grêmio retornou com Ferreira no lugar de Besozzi. Em seu cartão de visitas no jogo, aos 3 minutos, o camisa 10 partiu para cima e foi derrubado por Romero. Suárez cobrou a falta no ângulo direito de Cássio, que fez grande defesa, mandando pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio de Reinaldo, Suárez cabeceou sobre o gol. Aos 11, o camisa 9 teve mais uma oportunidade de finalizar. Ele recebeu no lado direito da grande área, mas chutou torto.

Como o jogo era de ataque contra defesa, Renato partiu para o tudo ou nada aos 14. Sacou Kannemann e Galdino para as entradas dos centroavantes André Henrique e João Pedro Galvão. Villasanti foi recuado para a zaga, André entrou aberto pela direita e Galvão por dentro, próximo a Suárez. Mano respondeu com as entradas de Matheus Araújo e Gustavo Mosquito nos lugares de Giuliano e Wesley. Aos 17, Reinaldo foi ao fundo pela esquerda e cruzou na segunda trave. André subiu mais alto que a marcação e cabeceou para baixo, em bola que passou muito perto da trave esquerda.

Após cada lance em que participava, Cássio caía e tomava tempo da partida, o que irritava os gremistas. Mas, desta vez, não era só cera. Com dores no joelho, o goleiro corintiano precisou ser substituído por Carlos Miguel aos 26 minutos.

O Grêmio rodava a bola de um lado para outro, mas não conseguia infiltrar. Lucas Veríssimo tirava tudo, principalmente por cima. Bem marcado, Suárez reclamou de pênalti por suposto agarrão do zagueiro, mas nada foi marcado.

Bruno Alves é expulso e jogo fica aberto no final

Após o Corinthians resistir por quase 80 minutos com um jogador a menos, o jogo voltou a ter igualdade numérica aos 35 do segundo tempo. Para matar contra-ataque, Bruno Alves deu carrinho forte em Fagner no círculo central e foi expulso diretamente.

Renato repôs a perda com a entrada de Gustavo Martins na vaga de Fábio, que tinha cãimbras. Mas o que o jovem zagueiro menos fez foi defender. Em um Grêmio que tentava pressionar sem muita organização, Gustavo teve duas oportunidades de cabecear, aos 41 e aos 43, mas ambas para fora.

Entre os dois lances, o Corinthians teve oportunidade com Romero, que recebeu lançamento no lado esquerdo da grande área e chutou cruzado, fraco, para defesa de Grando. Aos 47, em novo contra-ataque, Ruan, que recém havia ingressado, fez fila da direita para a esquerda e tocou para Matheus Araújo, que bateu rasteiro e cruzado, de perna esquerda, para grande defesa de Grando — no rebote, Villasanti travou com carrinho providencial.

Estatísticas de Grêmio x Corinthians – Campeonato Brasileiro 2023

Posse de bola: 74% x 26%

Chutes: 26 x 10

Chutes a gol: 9 x 4

Gols: Romero, aos 31′ do 1T (C)

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo