Brasileirão Série A

Corinthians segurou empate contra o Palmeiras, mas não fica confortável no Brasileiro

Pelo Brasileiro, Corinthians e Palmeiras empataram em um jogo que foi ruim, mas como foi dérbi, foi bom

É um tanto inacreditável como um dérbi ruim, ainda pode ser bom, prova disso foi o que aconteceu na NeoQuímica Arena, em São Paulo, neste domingo (3), pelo Campeonato Brasileiro.

Quando saiu a escalação do Corinthians sem Renato Augusto, nem no banco de reservas a fiel torcida se preocupou, já que o craque corinthiano tem sido a peça chave do elenco em partidas decisivas. 

Para quem esperava um dérbi com gols, o empate em 0 a 0, mas de certa forma um alívio para o torcedor do Corinthians, que mesmo demonstrando confiança para a partida sabia das possíveis dificuldades em enfrentar o rival Palmeiras. 

O primeiro tempo da partida foi completamente morno para um dérbi, apesar da equipe de Abel Ferreira ter ficado mais com e conseguir jogadas ofensivas, quem ficou perto de balançar a rede foi o Timão, com Maycon, parando somente na boa defesa de Werveton. 

As coisas não mudaram muito depois do intervalo, os times voltaram com a mesma estratégia e mesmo com as mudanças feitas por Luxemburgo e Abel o ritmo da partida continuou o igual a primeira etapa, nem mesmo as bolas aéreas, tradicionais e fatais palmeirenses deram certo. 

Já nos minutos finais o clima mudou, e atmosfera de clássico, tomou conta do jogo, com duas expulsões, uma para cada lado, pelo Palmeiras, Murillo, amarelado depois de agarrar Yuri Alberto e reclamar com o árbitro, e pelo Corinthians, Maycon, expulso depois de cometer uma falta para parar uma jogada de Endrick.

O último dérbi que ficou em 0 a 0, foi no jogo de ida na final do Paulistão, em 2020.

Situação no Brasileirão continua desconfortável

O jogo era a oportunidade para o Alvinegro recuperar a confiança e se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento.

Agora na 12ª colocação, com 26 pontos, e na zona de classificação da Copa Sul-Americana do próximo ano, o Timão deve continuar com sinal de alerta ligado. 

Bruno Mazziotti estava certo?

A ausência de Renato Augusto até mesmo no banco de reservas creditou ainda mais o posicionamento do preparador físico. 

Em entrevista a Rede Globo antes da partida, o camisa do numero 8 disse que estava com  um desconforto na coxa, assim ele em acordo com a comissão optou por não entrar em campo. 

Nas últimas semanas o atrito entre Mazziotti e Luxemburgo, que segundo apurado pelo Trivela, o motivo teria sido um treino antes da partida contra o Goiás,  que teria desgastado o grupo e incomodado não apenas Bruno, mas também os atletas, como o recém-chegado Matías Rojas.

Além disso, a ultilização de Renato no Brasileiro e depois na Sul-Americana também podem ter ajudado com desgaste físico do jogador. 

Gabriel Moscardo emocionado

No fim da primeira etapa da partida, o volante Gabriel Moscardo não segurou e emoção quando recebeu a notícia de que foi convocado para a Seleção Brasileira Olímpica, depois do corte por lesão de Danilo e João Gomes.

Moscardo está no clube desde os 13 anos e tem se destacado dentro do elenco profissonal do Corinthians.

Próximos jogos do Corinthians

  • Fortaleza x Corinthians, pelo Brasileirão – 14 de setembro, às 19h – Arena Castelão
  • Corinthians x Grêmio, pelo Brasileirão – 18 de setembro, às 21h – Neo Química Arena 
  • Corinthians x Botafogo, pelo Brasileirão – 22 de setembro, às 20h – Neo Química Arena
Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo