Brasileirão Série A

Corinthians vira sobre o Coritiba e chega a 11º jogo invicto

Alvinegro saiu perdendo no primeiro tempo, mas sufocou na etapa final e virou com Gil, Yuri Alberto e Wesley

Mais de 42 mil torcedores presentes na Neo Química Arena neste domingo (13) viram o Corinthians amassar o Coritiba no segundo tempo e vencer por 3 x 1 com gols de Gil, Yuri Alberto e Wesley. O Coxa foi melhor na etapa inicial e saiu como vencedor nos primeiros 45 minutos. Na volta do vestiário, o time de Luxemburgo reagiu e virou.

“Quarta-feira é guerra”, gritaram os torcedores no estádio, em alusão ao duelo da próxima quarta-feira (16) pela semifinal da Copa do Brasil contra o rival São Paulo. O Alvinegro vem de 11 partidas de invencibilidade na temporada e tem a vantagem do empate no Majestoso, pois venceu a ida por 2 x 1.

Coritiba tem postura ofensiva no início e abre o placar com gol contra

Por cerca de 30 minutos no primeiro tempo, o Coritiba surpreendeu o Corinthians e dominou a posse de bola em plena Arena. O Coxa tentava furar o bloqueio adversário, que, mesmo atuando em casa, optou por postura conservadora nos minutos iniciais.

A posse do time visitante era passiva até o momento que chegava nos pés do ponta pela esquerda, o argentino Marcelino Moreno. O camisa 10 foi um pesadelo para o lateral-direito corintiano Fágner, amarelado justamente em uma falta no melhor jogador do Coxa. Aos 27 minutos, Marcelino invadiu a área ao deixar o Fágner para trás e cruzou em cima de Gil, escanteio. O próprio argentino cobrou na primeira trave, o zagueiro Henrique (ex-Corinthians) desviou e Murillo marcou gol contra.

A resposta do clube de Itaquera foi imediata. O meio-campista Maycon viu Renato Augusto na esquerda e fez lindo lançamento. Diogo Batista escorregou e deixou o meia sozinho na área para finalizar e colocar Gabriel Vasconcelos para trabalhar.

O gol do Coxa mudou a cara do jogo, que passou a ter o Corinthians com a bola, mas criando pouco e dando espaço para o adversário contra-atacar. Foi assim que quase saiu o segundo do Coritiba, quando Victor Luis recebeu na esquerda e cruzou. Murillo tentou afastar e se enrolou com a bola, que se ofereceu para Diogo Oliveira finalizar e Cássio salvar o Alvinegro.

Corinthians sufoca Coxa e vira em dois minutos

No intervalo, Wesley, Bruno Méndez e Matheus Bidu entraram nos lugares de Gabriel Moscardo, Fagner e Fábio Santos, respectivamente. Com isso, o Corinthians adotou uma postura mais ofensiva e começou a pressionar o Coritiba. Até que a bola parada novamente fez a diferença no jogo. Ruan Olvieira cobrou escanteio na marca do pênalti, Murillo desviou para Yuri Alberto concluir e Benjamin Kuscevic tirar em cima da linha. Gil apareceu na sobra para empatar o jogo.

A pressão seguiu e a virada não demorou. Renato Augusto lançou Ruçan Oliveira na direita da grande área, que tocou no meio para conclusão de ombro de Yuri Alberto. O camisa nove quase fez o segundo na sequência. Adson deixou o centroavante de frente para Gabriel, mas Yuri bateu por cima do gol.

O Corinthians seguiu pressionando e teve ótimas chances de ampliar com Maycon e Gil, até que Wesley marcou o terceiro. O jovem recebeu em contra-ataque, cortou para dentro e bateu forte, sem chances para Gabriel Vasconcelos.

A partida marcou o retorno de dois titulares que passaram períodos lesionados e podem pintar na decisão contra o São Paulo. Por uma apendicite, o jovem Moscardo ficou fora um mês e atuou por 45 minutos hoje. O reforço dessa janela de transferências Matías Rojas também jogou ao entrar na etapa final após ser desfalque em cinco partidas.

* Por Carlos Vinícius

Foto de Equipe Trivela

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]
Botão Voltar ao topo