Brasileirão Série A

É inacreditável, mas Corinthians chega ao fim do campeonato aliviado e com a vaga na Sul-Americana

Corinthians conseguiu vaga não pelo seus próprio desempenho, e sim pela falta de assertividade dos adversários em um dos Brasileirões mais disputados dos últimos anos

É triste pensar que o torcedor do Corinthians viveu uma angústia da possibilidade de um rebaixamento no Campeonato Brasileiro até o apito final dos jogos dos seus adversários diretos na parte de baixo da tabela. Ainda que, para o rebaixamento, fosse necessária uma improvável combinação de resultados para que o time estivesse ameaçado no jogo diante do Coritiba, no Paraná, a torcida não estava tranquila. Tudo parece ser possível no Corinthians de 2023.

Agora mais aliviado – não por méritos próprios – o alvinegro não precisa mais fazer contas para evitar a ‘área de risco' da tabela. Todos os resultados das partidas do último domingo (03) foram favoráveis, com o empate do Cruzeiro, e as derrotas de Vasco, Santos e Bahia, a equipe de Rogério Ceni, primeira do Z4, não pode mais alcançar o Timão.

A agonia não foi novidade da penúltima rodada, ela estava se arrastando há muito tempo. Ainda sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Corinthians chegou a figurar na vaga na zona de rebaixamento. Na época, o elenco e a comissão técnica viveu sobre um absurdo negaciosismo diante das péssimas atuações, e para isso não faltaram desculpas e problemas: lesões, prioridades, jogos a menos, trocas de comando e perda de jogadores.

Inacreditavelmente Corinthians conseguiu uma vaga na Sul-Americana

Se fosse pelo próprio desempenho do Corinthians, o time teria apenas sobrevivido a Série A -com dificuldades-, já que a equipe não passou para parte da tabela em nenhum momento do campeonato. Mas, a concorrência da equipe alvinegra conseguiu ser um pouco pior, principalmente na 37ª rodada, e a vaga na Copa Sul-Americana caiu no colo de Mano Menezes e seus comandados.

Nesta temporada, o Corinthians disputou a competição continental após ser eliminado na Copa Libertadores, e, aos trancos e barrancos, chegou até a fase semifinal, onde foi eliminado pelo Fortaleza, no Castelão, dias depois da contratação de Mano Menezes. O título Sula é o único que o Corinthians ainda não conquistou em sua história.

Mesmo com vaga, Corinthians vai viver grande mudança com fim de alguns ciclos

A despedida do Fábio Santos jogou luz sobre o que deve acontecer com o Corinthians no final da temporada, com contratos chegando ao fim, uma nova diretoria, e uma reformulação anunciada em setembro com a chegada de Mano Menezes. O clube começa a viver um final de ciclo mais do que necessário e esperado, principalmente diante do que foi 2023, e essas mudanças acontecerão independente do que time deve ou não disputar em 2024, como avisou o treinador.

– O Corinthians está encerrando um ciclo, me parece bem claro isso. E chegou assim. Às vezes você avalia no começo da temporada, as coisas não andam bem, perde-se a confiança e sem ela é difícil alguém ser o diferencial. A confiança faz parte do jogador como parte individual do coletivo da equipe.

O assunto “final de ciclo” também parece fazer parte das conversas do elenco. Ao que tudo indica, a pressão dos últimos meses fez esse questionamento vir a tona. O próprio goleiro Cássio, deixou em aberto sua continuidade, mesmo tendo contrato com o clube até o fim de 2024.

– Não sei, tenho contrato. Geralmente fala de sair quando tem proposta, não sei se tem, tenho contrato com o Corinthians. Futebol não dá para cravar nada, vem demonstrando que nada é certo. Quero terminar a temporada, a última partida, ficar perto da minha família porque foi um ano difícil, várias situações, ano de eleição, conturbado, com todo o respeito pelo Corinthians, já vivi anos de eleição, mas esse ano foi mais conturbado.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância, paixão que se tornou profissão. Além do futebol me mantenho por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhei como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo