Brasil

Carrasco do Flamengo e 13 gols em 4 anos: quem é o atacante que está na mira do Vasco

O Vasco encaminhou a contratação, por empréstimo, do colombiano Emerson Rodríguez, que pertence ao Inter Miami

Além do badalado Philippe Coutinho e de outros ex-crias do clube, o Vasco também está perto de fechar a contratação de mais um jogador. Trata-se do atacante Emerson Rodríguez.

O Cruz-Maltino tem um acerto encaminhado com o colombiano, que pertence ao Inter Miami, dos Estados Unidos, mas está emprestado ao Millonarios, da Colômbia.

Emerson Rodríguez vai chegar ao Vasco por empréstimo com obrigação de compra caso bata algumas metas relacionadas ao número de jogos ou minutos em campo. Segundo a Rádio Itatiaia, o Cruz-Maltino deve pagar uma quantia financeira pelo empréstimo do jogador de 23 anos.

O atacante colombiano está no Millonarios desde o começo do ano, também por empréstimo. Ele disputou 22 partidas, marcou dois gols e deu três assistências.

Um desses passes para gol foi contra o Flamengo, na Colômbia, em jogo válido pela fase de grupos da Copa Libertadores – o Millonarios ficou na lanterna do Grupo E, com apenas três pontos conquistados.

Quem é e como joga Emerson Rodríguez?

Considerado uma promessa do futebol colombiano, Emerson Rodríguez, que foi revelado pelo próprio Millonarios, foi contrato pelo Inter Miami no começo de 2022. No entanto, não conseguiu se desenvolver como o esperado nos Estados Unidos.

Assim, apesar de ainda pertencer ao clube americano, ele só disputou uma temporada pelo Inter Miami –e nunca jogou ao lado de Lionel Messi, principal nome da equipe.

Depois, passou por empréstimos. Antes de voltar ao Millonarios, ele também passou pelo Santos Laguna, do México.

Para entender como Emerson Rodríguez atua e como pode jogar pelo Vasco, a Trivela conversou com jornalistas que acompanham a MLS e o futebol colombiano.

– Ele é um jogador de muita velocidade, que explora muito o drible, ele é muito habilidoso nesse sentido do drible, de conseguir jogar com progressão na velocidade. É um ponta velocista, joga pelos dois lados do campo, cai na direita, cai na esquerda – disse Tiago Brandão, repórter do Território MLS.

Na Colômbia, o que chama a atenção de Emerson Rivaldo, como é conhecido no país, também é drible do atacante e a possibilidade dele atuar pelos dois lados do campo.

– Emerson Rivaldo é um ponta puro. Em um país onde temos muitos extremos, ele foi um dos mais destacados. Claro que o mais destacado é o Luís Diaz, mas ele foi um jogador que fez diferença na Colômbia. Ele pode jogar pela direita ou pela esquerda, encara bem o adversário – afirmou Juan Felipe Cadavid, repórter da Caracol Radio.

Problemas na tomada de decisões e poucos gols

Os dois jornalistas que conversaram com a Trivela também foram unânimes ao apontarem os principais problemas de Emerson Rodríguez: a tomada de decisão e pouco faro para fazer gols.

– Ele tem um problema típico de nossos extremos da Colômbia, ou dois problemas. Um é a tomada de decisões. Nem sempre a toma a melhor decisão. E, segundo, não tem o gol, custa muito o gol para ele, como a grande maioria dos nossos extremos. Esse é um problema dos nossos extremos na Colômbia – disse Juan Felipe.

– Ele tem sérios problemas com as tomadas de decisões e também não tem uma. Grande finalização, então na hora de concluir a jogada ele acaba se complicando, isso pode até irritar a torcida do Vasco em certas situações, às vezes quando é para chutar ele acaba dando um passe e erra esse passe, ou o contrário, quando é para dar o passe ele chuta – concordou Tiago Brandão.

Os números ajudam a explicar esse problema da tomada de decisão e dos poucos gols de Emerson Rodríguez.

De acordo com o site “O Gol”, o colombiano tem só 13 gols marcados na carreira profissional. Pelo Inter Miami, por exemplo, foram 25 jogos e apenas dois gols marcados. No Santos Laguna, 31 partidas, com dois gols e duas assistências.

Titular ou compor elenco no Vasco?

No Vasco, Emerson Rodríguez deve chegar para compor o elenco e ser mais uma opção pelos lados do campo. Assim, ele deve disputar posição com nome como Adson, David, Rossi e Rayan. Para Tiago Brandão, o colombiano não chega para resolver a situação do time.

– Acho que é um jogador que vem para compor esse elenco do Vasco e dá uma opção a mais de velocidade para esse ataque. Não vejo ele como vindo pra se titular do Vasco. Acho que devido às opções ele pode até acabar pintando nos jogos como titular, mas não é esse tipo de jogador que vai resolver os problemas do Vasco – finalizou o jornalista do Território MLS.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo