Brasil

‘É preferível para ele estar parado’: António Oliveira não poupou críticas a arbitragem, e não jogou a toalha quanto a uma possível classificação

Treinador do Corinthians terá semana livre para treinos e ainda sonha com vaga no mata-mata do Campeonato Paulista

A expectativa era que diante da Ponte Preta o Corinthians conseguisse somar os três pontos necessários para encostar na ponta do grupo no Campeonato Paulista. Contudo, não foi o que aconteceu, o Timão saiu derrotado por 1 a 0 pelo adversário, um resultado injusto diante a quantidade produzida pelo time de António Oliveira durante toda a partida.

A rodada também favorecia o Corinthians, que desperdiçou a “vantagem” que os resultados da rodada (empate da Inter de Limeira e a derrota do Mirassol) proporcionariam. Com a derrota deste domingo (25), a classificação ficou um pouco mais distante, com o Timão ainda dependendo de muitos resultados alheios para se manter vivo.

— Como já disse que alguns tempos atrás falava-se em outro tipo de situação, agora estamos a falar de classificação. Estamos indo contra o relógio, contra o tempo, mas o que disse e sempre digo é que jamais desistiremos e no fim fazemos as contas. Sempre disse que andamos contra o relógio, e graças ao desempenho dos jogadores alimentaram novamente esse sonho de classificação. Quando cheguei falava-se de outro tipo de situação que era o rebaixamento e, portanto, repare que o futebol é fértil e por isso que é apaixonante, muda rapidamente de frustração para a euforia. – afirmou António Oliveira em entrevista coletiva após a derrota.

Corinthians vai ter uma semana livre para treinamentos

Desde a chegada de António Oliveira tem deixado claro que precisa de uma sequência de treinos para conseguir implementar melhor seu método de jogo. O treinador assumiu o Corinthians no dia 9 de fevereiro e não ainda não teve nenhuma semana livre, já que o time veio de uma sequência de jogos importantes – o clássico com o Palmeiras e o Cianorte, pela Copa do Brasil -, além disso, o trabalho precisou ser feito de forma rápida para amenizar e recuperar o time.

Agora o Timão entra em uma semana um tanto quanto tranquila, já que o próximo compromisso do Corinthians é somente no sábado (02), às 16h00, contra o Santo André. Com isso, António Oliveira terá um pouco tempo – mas não o suficiente – para focar nos treinamentos do elenco.

– Evidente que primeiro vai dar para recuperar os jogadores, do ponto de vista físico, porque a sequência tem sido forte e nós queríamos estar dentro de todas as competições e felizmente ainda estamos. Depois, com mais dias de trabalho, dará para trabalhar com mais tempo, mais detalhe, dentro das situações de fase ofensiva e defensiva, temos tido mais situações coletivas, vamos tentar trabalhar sobre situações inter-setoriais e setoriais para trabalhar cada momento do jogo. – disse o treinador corintiano

António Oliveira terá semana livre para treinamentos. (Foto: Iconsport)

Críticas a arbitragem do jogo

António Oliveria aproveitou a coletiva de imprensa para pontuar alguns erros da equipe de arbitragem da partida, entre eles o lance do gol, originado depois da marcação de uma falta bastante polêmica, além disso, o técnico ressaltou o fato do árbitro Matheus Delgado não ter deixado a bola rolar o suficiente:

– Acabamos por numa situação e fomos surpreendidos com o gol acontecendo depois de uma não falta, mas em nenhum momento vou me proteger no árbitro, apesar de achar que esse tipo de árbitro é o tipo de árbitro que não gosta do jogo porque apita muito, muitas paradas, porque é preferível para ele o jogo estar parado. Porque se o jogo estiver acontecendo vai ter que decidir, e como decide mal, prefere fazer dessa forma. Só estou a dar um perfil do árbitro que nós tivemos e já me apitou até na Série A, mas é preciso que…. o gol é precedido de uma não falta. É preciso ficar bem claro. – desabafou o treinador

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo