Brasil

Real Madrid fez oferta, Ancelotti não gostou e quem agradece são rumores sobre ele assumir a Seleção — que voltaram

Ancelotti foi o escolhido por Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, para assumir o Brasil visando a Copa de 2026

A novela envolvendo Carlo Ancelotti, Real Madrid e seleção brasileira ganhou mais um capítulo nesta terça-feira (21), com a oferta pela renovação de contrato do clube espanhol não agradando em nada o técnico italiano e com isso, abrindo espaço para as especulações de que o treinador estaria à frente do Brasil no ciclo até a Copa do Mundo de 2026, que será disputada em Estados Unidos, Canadá e México.

Ancelotti já deixou claro que após treinar o Real Madrid, não pretende comandar outro clube, fazendo com que o Brasil ao menos pareça sua primeira opção, em uma agenda na qual aparecem outros interessados pelo trabalho do italiano. São eles a seleção do Canadá e o Manchester United. O futuro do treinador ainda é incerto e a indefinição pela renovação de contrato do técnico aumentam a possibilidade do experiente e multicampeão profissional de 64 anos assumir a seleção brasileira e realizar seu sonho pessoal de quem sabe conquistar uma Copa do Mundo.

Com o fracasso do Brasil na Copa do Mundo de 2022, a saída do técnico Tite, hoje no Flamengo, e os problemas enfrentados pelo time brasileiro neste processo de renovação pós-Mundial, a CBF entendeu que um treinador experiente no futebol europeu seria a escolha certa para recuperar a Seleção em meio a mais um ciclo de quatro anos. Porém, a trajetória envolvendo a entidade máxima do futebol brasileiro e Carlo Ancelotti vem se estendendo mais do que o normal e envolve muitas contradições e reviravoltas neste meio tempo.

Carlo Ancelotti enxerga proposta da CBF mais atraente

Desde que o treinador italiano ficou sabendo do interesse da CBF pela sua contratação, uma série de episódios deixaram em aberto a definição sobre o futuro do treinador do Real Madrid. Em duas oportunidades, Ednaldo Rodrigues, presidente da entidade máxima do futebol do Brasil teria afirmado que Ancelotti seria contratado, entretanto, o treinador negou nas duas vezes, dando prioridade ao time madrilenho, caso haja interesse por parte do clube espanhol em dar continuidade ao trabalho.

Entretanto, Ancelotti não está convencido de prolongar seu contrato por mais uma temporada com as mesmas condições impostas pelo Real Madrid e, além disso, caso os resultados dos próximos dois meses não agradem à diretoria Merengue, o técnico italiano teme que em algum momento pode ser demitido. A proposta do Brasil é uma experiência nova ao treinador, que já revelou que adoraria ser técnico da seleção brasileira e adoraria fazer parte deste ciclo de preparação do Brasil para a próxima Copa do Mundo.

Apesar de poder vivenciar algo novo em sua carreira, caso Carlo Ancelotti defina seu futuro e venha assumir o cargo de técnico da Canarinho, terá de enfrentar alguns problemas sérios que ainda não foram corrigidos desde a saída de Tite após o Mundial do Catar. A falta de eficiência no ataque, assim como a perda da proteção na defesa, fizeram com que o Brasil despencasse o seu rendimento em campo, desde que foi assumida de forma interina por Fernando Diniz.

Com apenas sete pontos na tabela de classificação das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, o Brasil está na 5ª colocação das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026 e terá um grande teste pela frente, que pode definir a trajetória do técnico do Fluminense à frente da seleção e quem sabe agilizar o processo de contratação de Ancelotti antes da Copa América de 2024. A Canarinho enfrenta Argentina na noite desta terça-feira (21), às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio do Maracanã.

Uma derrota pode significar o fim da linha para Fernando Diniz como treinador do Brasil e dependendo da definição de Ancelotti no Real Madrid, pode abrir caminho para o italiano assumir o posto na sequência. Um novo desafio para o Ancelotti, que aos 64 anos não esperava ter a mesma oportunidade. Afinal, sua intenção era desistir quando terminasse o seu contrato com o Real Madrid, mas a tentação de treinar a única seleção pentacampeã mundial é grande demais para ser rejeitada.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo