Brasil

Acima da média, Renato Augusto melhora Fluminense e já pede passagem no time

Renato Augusto esbanja qualidade e dá 'problema' para Fernando Diniz resolver: quem sai do time titular para sua entrada?

Não demorou para que Renato Augusto se tornasse importante no Fluminense. Embora ainda não seja titular, o meia de 36 anos esbanjou qualidade pelo Campeonato Carioca e, muito acima da média, já pede passagem para Fernando Diniz. Mas quem sai para sua entrada?

O camisa 20 já virou um “problema” para Diniz. Inteligente, bem nos passes e fisicamente, Renato melhorou melhorou o time nas três vezes que entrou. Tanto que Diniz já precisa responder se é possível encaixar ele e Ganso juntos no Flu.

— Dá para os dois jogarem (juntos). Não tem nenhum manual que fale que não dá para jogarem dois jogadores de qualidade. Não quer dizer que vão jogar sempre juntos. Mas dá para jogar. Os dois jogadores são muito inteligentes. Quando jogam juntos, eles precisam se comprometer bastante no aspecto ofensivo. Eles são dois jogadores muito inteligentes. Se pudermos contar com os dois, ganhamos qualidade e leitura de jogo muito diferenciadas — opinou o treinador.

Se ainda não balançou as redes ou deu assistências, Renato Augusto iniciou a jogada em quatro dos sete gols que o Fluminense marcou com ele em campo.

— Acho que no primeiro tempo poderíamos ter circulado a bola mais rápido. No segundo tempo melhorou até pela qualidade do Renato. Eu vi que o jogo possibilitava a gente ser mais agressivo. Criar chances e sairmos com a vitória. Acabou acontecendo — finalizou o técnico.

André na zaga é a solução para Renato Augusto ser titular do Fluminense?

Que Renato Augusto já merece ser titular do Fluminense está claro. Mas para isso, alguém precisa sair. Nos jogos em que entrou, o camisa 20 substituiu defensores com André indo para a zaga. Será essa a solução?

— Deixo isso para o Diniz poder tomar suas decisões. Temos um elenco grande, com peças grandes, então ele vai poder fazer essa brincadeira de usar a gente em diferentes funções. Teve um momento do jogo em que estávamos com dois volantes de zagueiros, dois meias de volante e atacando. Depende do jogo. O jogo te diz muita coisa, tem que ter a leitura para mover as peças e ele é realmente muito bom.

Renato Augusto esbanja qualidade no Fluminense e Diniz precisa arrumar um lugar para o meia no time titular - Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC
Renato Augusto esbanja qualidade no Fluminense e Diniz precisa arrumar um lugar para o meia no time titular – Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC

Embora renda bem quando recuado, André teve mais dificuldades ao começar jogando como zagueiro. Na chance que teve em 2023, contra o Bragantino, o jogador foi marcado desde o início pela importância que tem na saída de bola, não conseguiu acelerar a construção e o Flu fez jogo ruim.

Nada impede que em 2024 seja diferente. Até pelas dificuldades que o Tricolor já tem na zaga, iniciar com a qualidade de Renato Augusto na vaga de Felipe Melo ou Thiago Santos pode ser interessante. Mas Diniz não dá inícios de que fará isso.

— Em princípio, não passa pela minha cabeça colocar o André definitivamente de zagueiro para começar as partidas. Mas pode acontecer. No ano passado a gente usou o André em uma partida como zagueiro, contra o Bragantino. Mas, a princípio, não é uma tendência — finalizou.

André segue sendo recuado para a zaga por Fernando Diniz no Fluminense, o que pode abrir espaço para Renato Augusto - Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC
André segue sendo recuado para a zaga por Fernando Diniz no Fluminense, o que pode abrir espaço para Renato Augusto – Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC

Renato Augusto gosta da ideia de atuar com Ganso no Fluminense

Assim como Fernando Diniz, Renato também gosta da ideia de jogar ao lado de Ganso no meio campo. Para o jogador, estar ao lado de craques é confortável.

— Me sinto confortável do lado de craques. Então chegou uma hora que a gente mesmo falou ‘Vamos tentar aproximar um pouquinho', estávamos distantes. Foi na hora do gol, aproximamos um pouco mais, é um jogador muito acima da média. Quando eu tiver a oportunidade de jogar com ele, tenho que aproveitar o que ele tem de melhor — afirmou o meia em coletiva após o jogo.

Renato Augusto quer primeiro gol pelo Fluminense

O que ainda não saiu foi o gol de Renato Augusto. Mas passou perto. Contra o Sampaio Corrêa, o jogador perdeu uma chance idêntica a do fatídico jogo contra a Bélgica na Copa do Mundo de 2018.

O camisa 20 já tinha passado perto em chutes de fora da área contra Bangu, Nova Iguaçu e Sampaio Corrêa. Mas crê que balançará as redes em um momento oportuno.

— Está passando perto, estou chegando mais próximo do gol. Nunca fui um cara ligado a só fazer gol, quando jogo tento dar volume e participar do jogo de outras maneiras para melhorar a equipe. Claro que todo mundo quer fazer gol, mas o gol vai sair no momento exato. Não fico com tanta ansiedade, fico chateado quando a bola não entra, mas faz parte do jogo. É seguir trabalhando para crescer e entender o que o Diniz quer para evoluir.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo