Ásia/Oceania

Goleiro desatento está pedindo para pagar mico, e este japonês aprendeu isso só agora

Se tem uma posição no futebol que não permite desatenção, essa é a de goleiro. A partida pode estar fácil, o time adversário pode ter passado os últimos 20 minutos sem chegar perto do gol, mas o arqueiro não pode se desligar do jogo, ou quando precisar voltar para ele poderá ser tarde demais. O goleiro do Gamba Osaka aprendeu pagando mico que visão periférica também é tudo, mesmo em situação teoricamente tranquila.

VEJA TAMBÉM: Queremos ouvir suas histórias de Football Manager

Quando o Gamba Osaka vencia por 2 a 1 o Shimizu, na última rodada da J-League, Masaaki Higashiguchi, goleiro do time, não percebeu que o sorrateiro atacante Genki Omae estava posicionado atrás dele, apenas esperando para que Higashiguchi soltasse a bola no chão para mandá-la para o meio do campo. Sem fazer o básico que se espera de qualquer goleiro nesta situação, ou seja, olhar rapidamente para trás, ele solta a bola da maneira como Omae esperava, e o adversário é rápido na tomada da bola e na finalização. Sorte de Higashiguchi que, no fim das contas, o Gamba Osaka, atual campeão japonês, ainda conseguiu o triunfo por 3 a 2.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo