América do SulEliminatórias da Copa

TRInindo

Na Copa América de 2011 foram três jogos: um empate por 0 a 0 com o Paraguai, uma derrota por 1 a 0 para a Venezuela e outra por 4 a 2 para o Brasil. Pouco? Pouquíssimo, mesmo em se tratando de Equador. No entanto, não foi o suficiente para a Federação desconfiar do trabalho do treinador colombiano Reinaldo Rueda, que seguiu com plenas condições de desenvolver sua filosofia.

Vieram as eliminatórias e após duas vitórias e duas derrotas, sendo a segunda delas por 4 a 0 para a Argentina fora de casa, o Equador não perdeu mais. Já são 7 jogos desde junho de 2012, com cinco vitórias – incluindo triunfos contra Colômbia, Uruguai e Chile – e dois empates. Destas partidas somente duas foram amistosas: 3 a 0 no Chile e o 3 a 2 obtido contra Portugal na quarta-feira. A vitória contra os portugueses, apesar de nada valer, tem um significado grande: mostra que este Equador não está para brincadeira e que os dias de desorientação tática e técnica ficaram na metade de 2011.

Os méritos são dos jogadores, é claro, mas muito recai na conta de Reinaldo Rueda. O treinador aguentou firme as críticas que choveram contra o futebol de sua seleção após a péssima Copa América e aos poucos foi acertando o time. Primeiro abandonou de vez qualquer hipótese de jogar com três zagueiros e apostou no entrosamento da dupla Jayro Campos e Fricson Erazo, do Barcelona, para o miolo da zaga. Depois decidiu colocar nas laterais Paredes no lugar de Reasco e o experiente Walter Ayoví na esquerda para contrabalancear o setor.

No meio de campo, Saritama e Segundo Castillo ou Castillo e Noboa se revezam no marcar e sair para o jogo. Pelos lados Valencia tem a companhia de Jeff Montero ou João Rojas, enquanto na frente Felipe Caicedo joga dentro da área, com Chucho Benítez ou Narciso Mina auxiliando na armação de jogadas. Na prática é um 4-4-2 que transita para 4-2-3-1. Desta forma o Equador não chega a brilhar, mas demonstra atuações consistentes em todas as partidas que disputa.

E aí voltamos ao 3 a 2 obtido contra Portugal. Depois de sair na frente com Valencia e tomar a virada, os equatorianos se aproveitaram de uma bobeira de João Pereira para empatar e do entrosamento e qualidade da dupla Caicedo e Benítez para retomar a vantagem. Garra, técnica e organização. Sim, era um amistoso, mas em tese Portugal deveria ter uma seleção de nível superior à equatoriana, ainda mais porque a base do quarto lugar na Eurocopa segue intacta.

Importante lembrar também que algumas peças equatorianas que hoje não fazem parte da seleção já demonstraram potencial para um dia vir a fazê-lo. Embora 2014 esteja muito próximo, ainda dá pra imaginar figuras como o habilidoso atacante Fidel Martínez, o bom volante Fernando Gaibor e o talentoso meia José Cevallos Junior mostrando um futebol de alto nível, capaz de dar opções a um Equador que tem um time bom, mas um elenco apenas razoável.

De toda a maneira a guinada equatoriana deve ser olhada com muita atenção. Parece clichê, mas novamente o trabalho de longo prazo com foco no desenvolvimento e não no resultado imediatista se mostra correto. O Equador que passou vergonha na Copa América é agora vice-líder das Eliminatórias, com grandes chances de classificação para o Mundial de 2014. Mais que isso, é uma seleção capaz de jogar – e vencer – contra Portugal em igualdade de condições.

Mais amistosos internacionais

Equador 3×2 Portugal (Valencia, João Pereira (contra) e Caicedo)
Paraguai 3×0 El Salvador (Aguilar e Ortiz (2x))
Colombia 4×1 Guatemala (Jackson Martínez (2x), Aguilar e Muriel)
Peru 2×0 Trinidad Tobago (Pizarro e Cruzado)
Uruguai 1×3 Espanha (Christian Rodríguez)
Bolívia 2×1 Haiti (Saucedo e Mojica)
Chile 2×1 Egito (Vargas e Carmona)

Mais equatorianas

No Primera Etapa do Equador o Emelec fez 4 a 0 na Universidad Católica e chegou a seis pontos em dois jogos. O Deportivo Quito ganhou do Deportivo Quevedo por 4 a 1 e tem quatro pontos, ocupando a segunda posição. O atual campeão Barcelona ficou no 0 a 0 com o Manta e tem agora dois pontos em dois jogos.

Bolivianas

– Na Bolívia o Clausura segue a todo o vapor. O Universitario fez 3 a 2 no Real Potosí e chegou a 16 pontos em seis jogos. O San José ganhou por 2 a 1 do Aurora e agora tem 12, ocupando a segunda posição.O Oriente Petrolero também tem 12 depois de perder para o Bolívar por 2 a 1.

– O Bolívar, aliás, tem agora seis pontos em três jogos e ocupa a sexta posição. O The Strongest tem dois pontos em cinco jogos e está no penúltimo lugar. No meio de semana o Tigre empatou por 1 a 1 com o Jorge Wilstermann.

– El Aviador que fechou nesta semana a contração por empréstimo do atacante boliviano Samuel Galindo, destaque das categorias de base do país desde os 16 anos e que pertence ao Arsenal. O centroavante, com boas passagens pelas seleções inferiores, está agora com 20 anos e busca reencontrar o norte da carreira.

Chilenas

– No Chile já tivemos duas rodadas e apenas o Cobreloa se mantém com 100% após os confronto. A equipe de Calama venceu o Colo Colo por 5 a 2 e o Deportes Iquique por 4 a 1, ocupando assim a primeira posição. Everton, San Marcos de Arica, Rangers e Universidad Católica aparecem na sequência.

– Os Cruzados da Católica empataram por 1 a 1 com o Palestino, depois de vencerem na estreia o O’Higgins por 1 a 0. O Colo Colo por sua vez fez 2 a 0 na Union La Calera. Já a Universidad de Chile fez apenas um jogo até agora: 1 a 0 no Audax Italiano.

Colombianas

O Apertura 2013 começou sem grandes surpresas, com os favoritos ao título confirmando a condição. O Atlético Nacional fez 3 a 0 no Huila, o Junior ganhou do Envigado por 4 a 0, o Millonarios venceu La Equidad por 3 a 1 e o Santa Fe derrotou o Alianza Petrolera por 3 a 0. Sete times dividem a liderança com três pontos.

Venezuelanas

-Na Venezuela o Trujillanos empatou com o Deportivo Petare por 1 a 1, mas ainda assim é líder, com oito pontos em quatro jogos. Zamora, Atlético Venezuela e Deportivo Táchira aparecem logo em seguida, com sete pontos, mas em três jogos.

– O Caracas é o nono colocado, com quatro pontos em quatro jogos. Já o Deportivo Anzoátegui ocupa a 15ª posição, com um ponto em um jogo.

Paraguaias

No Paraguai o Apertura 2013 começa no fim de semana com Cerro Porteño x Sol de América, Nacional x Sportivo Carapeguá, Guaraní x Libertad e Olimpia x Sportivo Luqueño.

Peruanas

No Peru a bola também volta a rolar agora. Nesta sexta-feira Real Garcilaso e Sport Huancayo abrem os trabalhos do Descentralizado 2013. O Sporting Cristal pega a Universidad San Martín, enquanto o Universitario joga com a Universidad César Vallejo e o Alianza Lima encara o UTC de Cajamarca.

Uruguaias

Em terras uruguaias as equipes seguem fazendo pré-temporada. Ainda não há data para a primeira rodada do Clausura 2013.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo