América do SulCopa do MundoEliminatórias da Copa

Teve até mosaico para Santa Cruz, mas Cueva comandou o baile peruano em Assunção

Roque Santa Cruz. Sem dúvidas, um dos jogadores mais marcantes da seleção paraguaia neste início de século. E a despedida do atacante contou com uma grande festa no Defensores del Chaco. Flores, fogos, placa e até mesmo um mosaico tomando um setor inteiro das arquibancadas. Faltou só combinar com o Peru. Porque o adeus não poderia ser mais vexatório, valendo pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Os incas não só viraram o placar contra os guaranis, como também golearam por 4 a 1. Grande atuação de Christian Cueva, que coloca o time de Ricardo Gareca na briga por uma vaga na Copa do Mundo.

Tudo parecia sob controle do Paraguai no início do jogo. Buscando mais o ataque, o time da casa abriu a contagem aos 10 minutos, em belo chute de Riveros. Os peruanos, no entanto, começaram a pressionar. O empate só não saiu no primeiro tempo porque Diego Barreto salvou. Mas se tornou impossível ao goleiro segurar a barra na segunda etapa. Logo no primeiro minuto, foram duas defesas e uma bola na trave no mesmo lance. Já na sequência, Christian Ramos finalmente venceu o arqueiro, de cabeça.

A partir daquele momento, o caminho estava aberto para o Peru. A virada se consumou aos 25. Cueva fez de tudo na jogada: roubou a bola, puxou o contra-ataque, deu um drible da vaca no marcador e rolou para Edison Flores escorar sem grandes problemas. Depois, o camisa 10 recebeu lançamento do campo de defesa e saiu em disparada, driblando Barreto antes de deixar o seu. Por fim, o quarto teve a contribuição de Benítez, que mandou contra as próprias redes. Santa Cruz saiu do banco aos 30, apenas para os aplausos.

Auxiliado pela punição à Bolívia, o Peru saltou na tabela. Agora está a três pontos de entrar na zona de classificação à Copa do Mundo. Um lamento e tanto ao Paraguai. Afinal, caso a vitória fosse dos guaranis, eles estariam em quarto, superando Argentina, Chile e Equador. Na próxima rodada, os peruanos tentam manter o embalo contra o Brasil, em Lima. Já os paraguaios têm missão ingrata, visitando a Bolívia em La Paz.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo