Libertadores

Para tentar explicar time misto do Botafogo, Artur Jorge minimiza segunda colocação

Técnico Artur Jorge poupou titulares no jogo que poderia dar a liderança do Grupo D da Libertadores para o Botafogo

O Botafogo chegou na última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores precisando de uma vitória simples para terminar na liderança e, assim, ter a vantagem de decidir em casa e enfrentar um adversário que fez uma campanha pior.

No entanto, Artur Jorge surpreendeu ao escalar um time alternativo, que até fez um bom primeiro tempo, mas ficou apenas no 0 a 0 com o Junior Barranquilla, nesta terça-feira (28), no Metropolitano, deixando o Glorioso na segunda colocação do Grupo D da Libertadores.

Depois da partida com o Junior Barranquilla, para explicar a escolha por um time alternativo, o técnico Artur Jorge minimizou o fato do Botafogo ter ficado na segunda colocação. O português indicou contar com a sorte para sorteio do adversário ]] nas oitavas de final da Libertadores, quando enfrentará o primeiro colocado de algum grupo da competição.

— Foi uma equipe que garante rendimento e a prova foi o que fizemos. É um sinal muito claro que todos têm que estar prontos para jogar, todos os jogadores fazem parte desse elenco, todos precisam de oportunidade. Não podemos nunca baixar a guarda. Hoje tivemos uma equipe que, mesmo com algumas alterações, teve um comportamento de grande nível. Só não resulta no pleno porque não vencemos, e é claro que a expulsão condicionou e mudou a estratégia do jogo para a parte final. Ficamos menos fortes para chegar ao gol adversário porque tivemos menos um — afirmou Artur Jorge, antes de completar.

— Não negociamos a ambição, hoje tivemos uma equipe extremamente determinada. Tivemos 10 pontos, não nos deu o primeiro lugar, mas deu a classificação, que era o objetivo principal. Vamos ver o sorteio para ver se o primeiro lugar fará diferença ou não – completou o português.

Na segunda colocação, o Botafogo pode enfrentar clubes brasileiros, como o Palmeiras, Atlético-MG, Fluminense, ou o Bolívar na altitude. O River Plate, da Argentina, também deve ser o primeiro colocado da sua chave.

Artur Jorge valoriza classificação para as oitavas

Mesmo ficando fora da primeira colocação do Grupo D, o técnico Artur Jorge valorizou a campanha de recuperação do Botafogo. O time começou a fase de grupos com duas derrotas e, ainda assim, conseguiu buscar a classificação antecipada para as oitavas de final, ao vencer o Universitario-PER, na quinta rodada. Para o português, o torcedor botafoguense tem que se orgulhar da equipe.

– Para os nossos torcedores que eu mais falo e me preocupo passar a mensagem porque eles fazem parte da família. Quero que estejam orgulhosos daquilo que fizemos nessa fase de grupos. A forma como conseguimos a classificação não dependendo desse jogo e a forma como hoje aqui vimos uma equipe de bravos atletas até o último minuto. Fomos dominadores durante 70 minutos e depois, faça o contexto, condicionados porque queríamos ir atrás dessa vitória – disse Artur Jorge.

Técnico projeta evolução do time para as oitavas

Depois da fase de grupos, o Botafogo terá mais de dois meses até as oitavas de final de Copa Libertadores. Pelo calendário da Conmebol, a próxima fase da competição acontecerá somente nas semanas dos dias 14 e 21 de agosto. Assim, perguntado sobre uma “nova competição” a partir das oitavas, Artur Jorge falou sobre a expectativa para a próxima fase da Libertadores.

— Para nós, começou desde o primeiro jogo, porque tivemos que correr atrás daquilo que fizemos nos dois jogos. É uma competição que já exigiu de nós muito, uma competição que teve que fazer com que todo o elenco se superasse para conseguir esta qualificação. Obviamente que tendo aquilo que é o objetivo alcançado pensaremos em fazer coisas melhores no futuro próximo e, portanto, iremos ficar de uma forma natural também. O crescimento desta equipe vai se fazendo diariamente, o crescimento é feito em cima de jogos e nós seguramente quando tivermos a oportunidade das oitavas de final vamos estar melhores, vamos estar mais fortes, vamos tentar obter esse protagonismo — finalizou Artur Jorge.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo