Libertadores

Milito celebra importante vitória e aponta motivo para apagão do Atlético-MG

Galo tinha o jogo controlado, mas passou sufoco nos minutos finais da vitória contra o Peñarol

O Atlético-MG venceu o Peñarol por 3 a 2 e segue 100% na fase de grupos da Copa Libertadores. O jogo parecia caminhar para ser o mais tranquilo possível quando o Galo abriu 3 a 0, mas os uruguaios rapidamente marcaram dois gols e deixaram a tensão no ar. O técnico Gabriel Milito apontou o motivo para o time atleticano ter tido problemas depois de ter um domínio tão grande da partida.

Com cerca de 60 minutos perfeitos na Arena MRV, o Atlético construiu o placar de 3 a 0 e parecia levar o jogo com muita facilidade. Mas, um gol seguido do outro do Peñarol mudou completamente a partida, se tornando favorável aos uruguaios.

— O primeiro tempo foi ótimo. No segundo, podemos fazer o terceiro gol e jogar com mais tranquilidade. Mas, é Copa Libertadores, contra o Peñarol, equipe uruguaia, e sabemos a mentalidade deles. Não se entregam tão fácil. Se animaram com o 3 a 1. Fizeram rapidamente o 3 a 2 e tomaram o controle da partida. Conseguimos a vitória, que é o que queríamos — afirmou Milito.

A sensação foi de que o Atlético sentiu muito fisicamente (assim como em quase todos os jogos com o argentino) e por isso acabou vendo a partida se transformar, principalmente pelo fato dele ter repetido o time do último jogo. Mas, para Milito, o fator que mudou a partida foi o ânimo dos dois times após os gols uruguaios.

— Logicamente que, repetir o time, depois de tão poucos dias, com jogadores que estão atuando de forma contínua, em algum momento necessitaremos de rotação para descansar e ter frescor nas pernas. Mas acredito que a partida não foi assim por isso, e sim por uma postura anímica. Se tivéssemos segurado o 3 a 0 por um pouco mais de tempo, teríamos controlado. Mas o 3 a 1, e rapidamente o 3 a 2… perdemos o controle, e aí tivemos que jogar não da maneira que gostamos, mas do jeito que dava – disse o argentino.

Gabriel Milito ainda citou que acha normal esse tipo de mudança quando está com um jogo tão controlado e esse controle se perde em tão poucos minutos.

Creio que teve haver muito mais postura anímica. A confiança deles a partir do desconto e o nosso temor de que poderiam empatar. Soubemos sofrer e vencemos uma partida muito importante — Gabriel Milito.

Com a vitória, o Atlético chegou aos nove pontos no Grupo G da Libertadores e abriu seis de vantagem para o terceiro colocado, que é o próprio Peñarol. O empate entre Rosario Central e Caracas também ajudou o Galo a ficar mais tranquilo no grupo.

Gols também foram erros do Atlético?

No primeiro gol sofrido, o Galo não conseguiu afastar de vez a bola da área, que voltava sempre em cruzamentos até parar no fundo das redes. No segundo, uma troca de passes envolveu os marcadores e Gastón Ramirez apareceu sozinho na área. Gabriel Milito citou que ainda não analisou os gols, mas vai fazer isso para entender se foram erros e se podem ser corrigidos.

— O time está bom e estamos bem. Com calma e tranquilidade, temos que analisar a partida de hoje e ver os nossos erros para melhorar. O erro faz parte da aprendizagem, e a partida de hoje nos vai dar uma grande aprendizagem. No sentindo de como controlar melhor o resultado quando está ganhando por 3 a 0 — afirmou o treinador atleticano.

Milito falou sobre melhorar o time mesmo após o Atlético ter passeado contra o Cruzeiro no último sábado, então, é óbvio que ele vê necessidade de melhora depois de uma partida como essa, em que perderam o controle rapidamente.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo