Libertadores

Guia Libertadores 2023 – Grupo E: Independiente del Valle, Corinthians, Argentinos Juniors, Liverpool-URU

O Independiente del Valle chega com moral pelo título da Sul-Americana e deve disputar as vagas com Corinthians e o time treinado por Gabriel Milito

Este conteúdo é parte do Guia Trivela da Libertadores 2023. Clique e confira mais.

O campeão da Sul-Americana chega como cabeça de chave no grupo, mas terá que brigar pela primeira posição com o Corinthians. O grupo ainda tem um Argentinos Juniors perigoso e um time que tem tudo para ser o último colocado, o Liverpool-URU. Deve ser um grupo com uma boa disputa, com o time brasileiro tentando mostrar o que pode, com um time bem experiente. O Del Valle também resolveu apostar na experiência para rechear o elenco, o que torna este grupo bem disputado, ao menos em teoria.

Corinthians

O Corinthians chega à Libertadores com uma base bastante experiente. O goleiro Cássio (35 anos), remanescente do título de 2012, os zagueiros Fabián Balbuena (31) e Gil (35), os laterais Fábio Santos (37, outro remanescente de 2012) e Fágner, (33), além dos meio-campistas Renato Augusto (35), Paulinho (34, outro que esteve em 2012) e Giuliano (32).

O ataque é o ponto forte do time, com Róger Guedes, em grande fase, de 26 anos, e ótimo centroavante Yuri Alberto, de 22, recentemente convocado à seleção. Nem todos esses jogadores experientes devem ser titulares, até porque alguns, como Renato Augusto, sofrem com lesões. O time ainda tem boas opções jovens, como o atacante, Biro, 18 anos, da seleção sub-20, a revelação Pedrinho, 17 anos. Mas ainda não conseguiu se encontrar.

Sofreu no Campeonato Paulista, eliminado pelo Ituano. O técnico Fernando Lázaro, de 41 anos, é uma aposta do clube, por ser alguém com muito tempo de casa e tendo trabalhado em diversas comissões técnicas, inclusive com o técnico Tite na seleção brasileira, como analista. Filho do lendário lateral Zé Maria, Fernando Lázaro terá um trabalho duro pela frente, mas o time tem qualidades e condições de lutar com o Independiente del Valle pela primeira posição no grupo e ir ao mata-mata.

Independiente del Valle

Sornoza comemora

O campeão da Sul-Americana, vencendo o São Paulo na final, ainda derrotou o Flamengo na Recopa e mostrou que deve ser um time para causar problemas. Tem uma combinação entre algumas revelações, o que se tornou uma das suas marcas, e muitos jogadores experientes para compor o time.

Recentemente, a equipe equatoriana anunciou Marcelo Moreno, ex-Cruzeiro, de 35 anos, e ainda tem Júnior Sornoza, 29 anos, jogador da seleção equatoriana, ex-Corinthians e Fluminense. Entre as revelações, chama a atenção Kendry Páez, meia ofensivo de apenas 15 anos, que é da seleção sub-17 do Equador. Não jogou contra o Flamengo na Recopa, mas tem sido titular no Campeonato Equatoriano e já marcou inclusive um gol.

Lautaro Díaz, argentino de 24 anos, é outro destaque, autor de um dos gols na final da Sul-Americana. O técnico Martín Anselmi, de 37 anos, normalmente arma o time em um 3-4-2-1, com três zagueiros, dois volantes, dois alas, dois meias e um atacante. Deve brigar pelo primeiro lugar da chave para tentar fazer barulho no mata-mata.

Argentinos Juniors

Gabriel Milito, técnico do Argentinos Juniors (Foto: Marcelo Endelli/Getty Images/One Football)

O Argentinos Juniors chegou à Libertadores ao ser a quarta melhor campanha no ano na Superliga Argentina, atrás de Racing, Boca Juniors e River Plate. Comandado por Gabriel Milito, ex-zagueiro, de 42 anos, tem muito toque de bola e uma característica interessante: permite poucos chutes a gols dos adversários. Na atual temporada, é o time argentino que menos permite finalizações dos rivais.

Um dos principais jogadores é o ponta Javier Cabrera, de 31 anos. O camisa 7 é criador de jogadas e faz boas assistências. Na defesa, também há jogadores de destaque, como os zagueiros Kevin Mac Allister, de 25 anos, e Lucas Villalba, de 28 anos, que fizeram boa temporada em 2022. Ainda tem o zagueiro Marco Di Cesare, de 21, que está sendo observado pela seleção italiana.

Será o reencontro de Fausto Vera com o ex-clube, já que ele saiu do Argentinos para o Corinthians. Um nome que chama a atenção é o volante Federico Redondo, filho do lendário Fernando Redondo, que também começou a carreira no clube. Aos 20 anos, ele atua na mesma posição do pai, como um camisa 5 – número, aliás, que veste no Bicho, apelido do Argentinos Juniors. Contratou o centroavante Facundo Ferreyra para reforçar o ataque, que já tinha Gabriel Ávalos, artilheiro do time na última temporada, com 13 gols em 36 jogos.

Gabriel Milito atua normalmente com três zagueiros, usualmente em um 3-5-2, mas eventualmente em um 3-4-1-2. Contra o River, o técnico testou um esquema com linha de quatro, um 4-4-2 com losango no meio, mas a derrota pareceu não ter convencido. É candidato a brigar por vaga na próxima fase com Corinthians e Independiente del Valle.

Liverpool-URU

Liverpool comemora o Apertura do Uruguaio

O Liverpool fez uma campanha histórica no Campeonato Uruguaio em 2022, conquistando o título do Apertura, superando o Nacional. No Clausura, ficou em quarto, com o Nacional como campeão. Por isso, decidiu a taça com o Nacional e acabou derrotado. Mesmo assim, ganhou a vaga na principal competição do futebol sul-americano.

O treinador é Jorge Bava, de 41 anos, que faz o seu primeiro trabalho como técnico no clube de Montevidéu. Como boa parte dos times uruguaios, o Liverpool tem elenco jovem, com alguns veteranos. O mais famoso deles é o lateral esquerdo paraguaio Miguel Samudio, de 36 anos, ex-Libertad. O capitão, porém, é um jovem: Fabricio Díaz, de 20 anos, volante que tem ascendência italiana. Ele atua no meio-campo, que normalmente joga no 4-3-3.

É um time ofensivo, mas que na Libertadores deve ter um comportamento diferente. Na atual temporada, está em oitavo, com três vitórias, três empates e três derrotas, sem o mesmo brilho da temporada passada. Como o mais fraco do grupo, deve ser o fiel da balança. Qualquer outro dos três que perder pontos para o Liverpool pode ficar ameaçado.

Confira mais do Guia Trivela da Libertadores 2023

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo