Libertadores

‘Aproveitaram os minutos’: Milito elogia jogadores que tiveram chance rara no Atlético

Gabriel Milito aproveitou um jogo menos exigente para fazer mudanças no Atlético, e todos que entraram corresponderam bem

O Atlético-MG venceu o Caracas por 4 a 0 com extrema tranquilidade. O nome do jogo foi o meia Pedrinho, quase nunca aproveitado, que ganhou a chance como titular e marcou duas vezes, além de uma assistência. Gabriel Milito elogiou muito o meia e os outros jogadores que tiveram a oportunidade nessa partida e souberam aproveitar, fazendo o Galo tem um grande desempenho.

Gabriel Milito preferiu poupar todos os seus quatro jogadores que estavam pendurados com dois cartões amarelos, para não correr o risco deles ficarem de fora nas oitavas de final. Dessa forma, atletas como Mariano, Pedrinho e Cadu, que pouco atuam, ganharam uma chance no time principal, e se saíram muito bem.

— Na partida de hoje, entendemos que, primeiro, se não jogar o Saravia, temos o Mariano, e sabia que podia fazer um grande trabalho. Não temos Alan Franco, mas Pedrinho, e sabia também. Por quê? Porque os vejo dia a dia, e são muito bons. Estou extremamente feliz pelo rendimento dos jogadores que hoje jogaram e, habitualmente, precisam esperar — destacou o treinador.

É uma questão de tempo e paciência, mas todos vão ter minutos e vão jogar. Estou feliz, porque todos aproveitaram os minutos hoje — disse Milito

Além de Pedrinho com as participações a gol, Mariano foi sólido defensivamente, enquanto Palacios estreou de fato e causou um verdadeiro terror pelo lado direito, quase marcando gols. Cadu foi o que teve menos destaque, mas longe de ser uma noite ruim. O jovem que desequilibrou mesmo foi Alisson, esse mais vezes utilizado, que marcou um golaço.

Depois de uma sequência de 12 jogos invictos, o Galo havia perdido seus dois últimos jogos e precisava dar uma resposta nesta terça. Apesar de ser um adversário extremamente fraco, que ainda perdeu um jogador nos primeiros minutos, Milito gostou do que viu em campo do time que colocou e também dos que entraram.

— O jogo de hoje era importante para voltarmos a jogar como creio que esse time pode fazer. Viemos de dois jogos onde não nos sentimos cômodos e não pudemos marcar contra os adversários. Necessitávamos de uma boa atuação hoje. Estou feliz por como se jogou. Este tipo de partida é difícil e todo mundo espera que vamos ganhar com facilidade e, muitas vezes, isso não acontece. Hoje ocorreu — afirmou.

Foco nas oitavas? Para Milito, ainda não

Com a vitória, o Atlético confirmou a liderança do Grupo G e uma das melhores campanhas da fase de grupos da Libertadores. Mas, com a pausa que a competição vai dar, voltando só na segunda metade de agosto, o momento é de focar no Campeonato Brasileiro, que vai seguir — mas sem deixar de sonhar com a competição continental.

— Evidentemente hoje se terminou a fase de grupos e tivemos um rendimento muito bom. Tanto nos jogos de mandante quanto de visitante. A medida que vai avançando, os rivais serão, certamente, mais complicados e difíceis. Mas, temos que nos alimentar desse sonho de jogar as oitavas, se classificar… vivemos de trabalho e sonhar. Nós, os protagonistas, vamos trabalhar com a máxima responsabilidade, mas também um grande sonho de que tudo que vier pela frente será bom — destacou o treinador.

Agora a Libertadores temos que esperar. Vamos focar mais no Brasileiro. É recuperar de hoje e mentalizar para seguir pensando no triunfo — Milito

O Atlético volta a campo neste domingo (02), também na Arena MRV, onde recebe o Bahia às 16h pelo Campeonato Brasileiro. O Galo tem três jogos a menos na competição.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo