Libertadores

Entre a satisfação e o ‘inaceitável’, Artur Jorge avalia a estreia em derrota do Botafogo

Menos de uma semana após chegar ao Botafogo, técnico Artur Jorge estreou pelo clube com derrota para a LDU, em Quito, pela Libertadores

Menos de uma semana após iniciar os trabalhos no Botafogo, o técnico Artur Jorge estreou pelo clube com derrota para a LDU, nesta quinta-feira (11), pela Copa Libertadores. Foram apenas seis dias de trabalho antes da partida realizada em Quito, válida pela segunda rodada do Grupo D. Em um jogo na altitude, no qual o Botafogo saiu perdendo com menos de cinco minutos, é difícil fazer alguma avaliação mais profunda sobre o trabalho de Artur Jorge. Mas o próprio português falou sobre a estreia. E se dividiu entre críticas e elogios.

Mesmo com pouco tempo de trabalho, Artur Jorge fez mudanças importantes no time. As principais foram as entradas de Luiz Henrique e Jeffinho, deixando a equipe com quatro atacantes de ofício em campo, mas com estes dois mais recuados do que Júnior Santos e Tiquinho Soares. Depois da partida, o português explicou a sua ideia com a escalação do time. E o novo técnico foi duro com as críticas sobre a atuação do Botafogo no primeiro tempo.

— Aquilo que procuramos depois de algum tempo de trabalho, que não foi muito, foi trazer uma ideia de jogo que trouxesse uma característica que nós, enquanto comissão técnica, pretendemos implementar no Botafogo. A verdade é que nós jogando com dois atacantes mais fixos e dois atacantes mais nos corredores, procuramos criar condições de ter uma equipe mais ofensiva, que possa procurar com mais critério o gol do adversário. E acho que foi mesmo na questão do critério que falhamos no primeiro tempo, fomos uma equipe com muitos erros. Uma equipe que sofre um gol em um arremesso lateral, nesse nível de competição, desta forma, não é aceitável – disse Artur Jorge.

Na segunda etapa, com a entrada de Tchê Tchê e um aparente melhor entrosamento do ataque, o Botafogo melhorou. Mas não foi suficiente para fazer o time conquistar os primeiros pontos na Libertadores. Assim, Artur Jorge apontou a frustração com o resultado, mas disse ter visto potencial para o time seguir evoluindo.

— Melhoramos bastante no segundo tempo, a equipe foi mais capaz, os jogadores procuraram tentar fazer aquilo que tinha sido pedido. Saímos daqui frustrados com o resultado, sabemos que podemos e vamos fazer muito melhor no futuro. Estamos trabalhando em cima do tempo também. Mas com a consciência de que há margem para poder fazer melhor, porque essa é uma obrigação que teremos pela frente, uma vez que o resultado nos penaliza em função do que era esperado para o jogo de hoje — disse o técnico.

Artur Jorge diz estar satisfeito com entrega do time

Apesar de algumas críticas a atuação do Botafogo em Quito, principalmente no primeiro tempo, Artur Jorge disse ter ficado satisfeito com a entrega dos jogadores. O técnico também fez questão de reforçar a confiança no elenco alvinegro.

— Satisfeito com aquilo que os jogadores fizeram. Satisfeito com a entrega e o empenho, satisfeito com aquilo que procuraram desempenhar como missão, mas o que define o desempenho é o resultado, eu e os jogadores sabemos disso. Sabemos que fizemos algumas coisas erradas que são muito castigadoras a esse nível, mas temos que ver o que fizemos de bom para poder potencializar. Sobre o desempenho estou muito satisfeito porque acredito nos atletas. Acredito que podemos fazer muito melhor. Foi um resultado negativo, mas é uma equipe vai procurar fazer melhor — disse Artur Jorge.

— Temos Brasileiro e a Libertadores. Não poderia querer melhor companhia, um melhor elenco como este que tenho ao meu serviço. Satisfeito e preparado para outras batalhas que virão – completou o português.

Artur Jorge fala sobre primeira semana no Botafogo

Ex-Braga, Artur Jorge desembarcou no Rio de Janeiro na quarta-feira (3) da última semana, viu a derrota para o Junior Barranquilla-COL, no Nilton Santos, foi anunciado na sexta, quando comandou seu primeiro treino, e apresentado no dia seguinte. Depois da derrota para a LDU, o técnico falou sobre os seus primeiros dias de trabalho no clube carioca.

— A experiência tem sido muito positiva para mim. Naturalmente que eu queira fechar essa primeira semana com uma vitória hoje, queria eu e os atletas. Trabalhamos. É um contexto muito difícil para a equipe jogar nessas condições, já sabíamos. Mas a verdade é que nessa altura a minha experiência e minha avaliação pouco contam e interessam tendo em conta o que era mais importante, que era o Botafogo vencer o jogo. Fazer aqui um jogo para conseguir superar um rival que procurou fazer a sua parte e nós não conseguimos ser melhores do que o rival. Sendo que tivemos momentos em que fomos, dentro dos 90 minutos, mas pela falta de critério e de conseguir concretizar as oportunidades que criamos, acabamos sendo penalizados pelo resultado que não é favorável — comentou Artur Jorge.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo