Libertadores

A Libertadores 2019 já tem sua primeira grande história: A classificação improvável do Deportivo La Guaira

A Copa Libertadores ainda está no início de sua fase preliminar, mas já ganhou sua primeira grande história.O Deportivo La Guaira é o único estreante na atual edição do torneio continental. E mais do que defender sua honra contra o Real Garcilaso, o clube da região de Caracas precisava encarar o caos político e social ocorrido na Venezuela ao longo dos últimos dias. Em um jogo cuja realização era discutível, os venezuelanos venceram por 1 a 0 o duelo de ida no esvaziado Estádio de la UCV. Já nesta terça-feira, o milagre se concretizou. Em Cusco, o Garcilaso teve a classificação em suas mãos até os 49 do segundo tempo. Foi quando o La Guaira anotou o inesperado gol e, apesar da derrota por 2 a 1, avançou graças ao tento fora de casa.

Ao menos desta vez, o Deportivo La Guaira pôde se afastar do contexto tumultuado em seu país. Mas não que tivesse uma missão simples na visita ao Peru. Além de enfrentar a altitude de Cusco, também precisava lidar com um adversário que, desde o primeiro jogo, deixou clara a sua superioridade técnica. Outra vez, o Real Garcilaso tomou conta das ações. O bombardeio começou logo nos primeiros minutos, aproveitando a velocidade da bola na altitude, com chutes de média e longa distância. Aos quatro minutos, os celestes já carimbaram o travessão. E abriram a contagem aos 15, com um gol absurdo. Reimond Manco soltou uma bomba das proximidades do círculo central, encobrindo o goleiro e estufando as redes dos venezuelanos.

No final do primeiro tempo, o Deportivo La Guaira ficou com um jogador a mais, depois que Danilo Carando deu uma cotovelada em um adversário e recebeu o vermelho direto. Além disso, os visitantes até carimbaram a trave em uma cobrança de falta pouco antes do intervalo. Só que, mesmo em desvantagem numérica, o Real Garcilaso retomou a iniciativa para tentar resolver logo o jogo. Aos 23, Hernán Rengifo tocou rasteiro e aumentou a diferença. Pois a situação dos peruanos melhorou ainda mais depois que Vicente Suanno recebeu o segundo amarelo, deixando os venezuelanos também com dez homens. Todavia, quando menos se esperava, aos 49 do segundo tempo, eis que o improvável aconteceu. O lateral celeste escorregou, José Balza roubou a bola e descontou, garantindo a classificação.

Na segunda fase preliminar, o Deportivo La Guaira terá um desafio maior: pegará o Atlético Nacional. Motivação certamente não faltará, apesar do contexto particular aos venezuelanos. Outro representante do país será o Caracas, que aguarda o vencedor do confronto entre Delfín e Nacional de Assunção.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo