América do Sul

Amistoso entre Brasil e Colômbia será o momento mais humano e fraternal do futebol de seleções

O que vinha sendo falado nos últimos dias sobre um amistoso entre Brasil e Colômbia foi, enfim, confirmado pela CBF. As duas seleções se enfrentarão, se é que dá para usar este verbo no caso desse jogo e desses “adversários” (com muitas aspas), no próximo mês, no Rio de Janeiro. A entidade comunicou que a partida acontecerá no Engenhão em vez do Maracanã, como antes era especulado, e terá um caráter completamente beneficente. Isso porque como já vinha sido dito, todo o lucro gerado será revertido para familiares dos jogadores e membros da comissão técnica vítimas do acidente da Chapecoense. O que a CBF não informou, mas nem precisava para que já se soubesse, é que esse será o momento mais humano e fraterno da história do futebol de seleções.

LEIA MAIS: Gracias, Colômbia: Medellín enche suas ruas para o último adeus aos heróis da Chape

Dia 25 de janeiro, a partir das 21h45, o clima que predominará no Engenhão será muito diferente do que predominaria caso fosse apenas mais um amistoso entre duas seleções sul-americanas. Não será uma partida para que os técnicos tenham oportunidade de avaliar e filtrar seus jogadores, até porque o time com que o Brasil entrará em campo não será composto por atletas que Tite vem convocando. Como não se trata de uma data Fifa, o treinador só chamará jogadores que atuam no país, já que no dia do amistoso nem os Estaduais nem a Libertadores terão começado ainda e “para não constranger um clube [de fora] ou jogador que tenha de negar a convocação por conta de campeonatos em andamento”, conforme explicou Edu Gaspar, coordenador de seleções.

Absolutamente nada estará em jogo. Nem derrota, nem vitória. Afinal, o maior triunfo nessa história de tristeza e sofrimento foi os colombianos terem feito quatro brasileiros vencerem esse jogo que é a vida. A competitividade, que é um dos pilares do futebol, dará lugar à gratidão e empatia. A atmosfera emanada naquela noite por milhares de pessoas no Atanasio Girardot e que desceu ao Brasil e se fez presente no Couto Pereira, na Arena Grêmio, e, sobretudo, na Arena Condá, se estenderá e chegará ao Rio de Janeiro. Mas o ideal seria que ela se estendesse por toda a história, e não só dentro desse esporte que tem o poder de colocar em evidência os sentimentos mais nobres.

A venda dos ingressos para o amistoso entre Brasil e Colômbia terá início no próximo dia 9.

Mostrar mais

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo