AlemanhaBundesliga

Xabi Alonso precisou de pouco tempo para ser o dono do meio-campo do Bayern

Quando Xabi Alonso foi anunciado como reforço do Bayern de Munique, os bávaros sabiam que os ganhos com o volante seriam maiores do que os € 10,5 milhões pagos ao Real Madrid. E não demoraram muito para perceber o grande jogador que teriam. É impressionante a forma como o espanhol precisou de apenas poucos treinamentos para se tornar o dono do meio-campo da equipe. Nesta terça-feira, o espanhol ditou o ritmo da equipe na goleada por 4 a 0 sobre o Paderborn, que deixa o Bayern na liderança da Bundesliga, com 11 pontos.

LEIA TAMBÉM: Mais do que reforço, Xabi Alonso é uma nova mente para pensar o Bayern

Xabi Alonso só ficou em campo por 80 minutos, substituído por Pierre-Emile Höjberg. E, mesmo não terminando a partida, deu muito mais passes do que qualquer outro companheiro. Foram 142 passes certos do volante, contra 97 de Phillip Lahm, o segundo que mais distribuiu o jogo na partida. Apenas 15 a menos que todos os 10 jogadores de linha do Paderborn que foram titulares. Um domínio absurdo, que terminou com 101 passes tentados apenas no primeiro tempo, em que sua influência foi mais evidente.

Os 142 passes certos de Xabi Alonso na partida (Fonte: Squawka)
Os 142 passes certos de Xabi Alonso na partida (Fonte: Squawka)

A contratação de Xabi Alonso foi vista como uma alternativa para variar o estilo de jogo de Pep Guardiola. Afinal, o meio-campista tinha sido um dos principais partidários contra o tiki-taka na seleção espanhola, enquanto seu próprio estilo potencializava o jogo vertical do Real Madrid. No Bayern, o veterano é um misto das virtudes: dita o ritmo da troca de passes constantes, mas também ajuda com lançamentos. Nesta terça, foram 24 certos em 26 tentativas, o quíntuplo de qualquer outro jogador de sua equipe. Inversões importantes para abrir o jogo com os pontas e encontrar brechas. Além disso, ajudou bastante na proteção da defesa, com desarmes providenciais.

Diante dos golaços marcados na Allianz Arena, os jogadores que mais se sobressaíram na goleada foram Götze, Müller e Robben. Entretanto, a participação de Xabi Alonso não deve ser ignorada. Por mais que o Bayern tenha se complicado para decidir em alguns dos últimos jogos e o espanhol não seja exatamente o responsável pela criação, é a partir dele que a estabilidade do time é garantida. Para quem, logo de cara, já é o líder de passes e lançamentos da Bundesliga, o impacto é indiscutível.

Abaixo, vale conferir também a jogada do primeiro gol, anotado por Götze. Um tento que se originou justamente a partir de um passe de Xabi Alonso para Robben:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo