AlemanhaEuropaFrançaLiga Europa

Brasileiro da vez: Com dois de Cristian, Fener bate Gladbach

Alex rescindiu seu contrato no início da semana e deixou uma lacuna difícil de ser preenchida no Fenerbahçe. No entanto, outro brasileiro começa a assumir o protagonismo nos Sari Kanaryalar. Com dois gols de Cristian, os turcos venceram o Borussia Mönchengladbach por 4 a 2 dentro da Alemanha e chegam aos quatro pontos na Liga Europa.

Depois de Marc-André ter Stegen aguentar a pressão adversária durante os primeiros minutos, o Gladbach saiu na frente aos 18 minutos. Em cobrança de escanteio de Havard Nordtveit, Luuk De Jong desviou de cabeça.

Entretanto, o Fenerbahçe não tardou a buscar o empate, em cobrança de falta perfeita de Cristian, sem chances para ter Stegen. E a virada foi consumada ainda no primeiro tempo, a cinco minutos do intervalo. Em nova bola parada, Caner Erkin rolou para Raul Meireles, que arriscou de longe e acertou o pé.

O Fener marcaria o terceiro aos 26 minutos do segundo tempo, em cruzamento de primeira de Erkin que Dirk Kuyt finalizou. Logo na sequência, Igor De Camargo ainda daria esperanças ao Gladbach, completando cruzamento de Juan Arango para anotar o segundo gol, mas os Sari Kanaryalar enterrariam os alemães com mais um gol de Cristian, após assistência de Kuyt.

Vexame do Marseille vira goleada

A liderança do Grupo C é do Olympique de Marseille, que tem os mesmos quatro pontos do Fenerbahçe, mas é melhor no saldo de gols. Vantagem estabelecida graças à enxurrada de gols sobre o AEL Limassol, em triunfo por 5 a 1 no estádio Vélodrome. Em sua estreia no clube, o lateral Lucas Mendes foi um dos destaques, com um gol e uma assistência.

O primeiro gol da partida veio aos 22 minutos. E foi do AEL. Após cobrança de escanteio, Edwin Ouon bateu de canhota para deixar os cipriotas em vantagem. O empate do Marseille saiu pouco antes do intervalo, aos 42 minutos. Joey Barton cobrou escanteio, Lucas Mendes desviou de cabeça e Rod Fanni apareceu na área para completar.

A virada ganhou ares de goleada no segundo tempo. Lucas Mendes cabeceou para as redes no segundo gol, assim como fez Loïc Rémy no terceiro. Já os dois últimos gols dos franceses saíram nos acréscimos da partida. André-Pierre Gignac aproveitou enfiada de bola para deixar o seu e Rémy fecharia o caixão cipriota.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo