Alemanha

Metzelder encerra uma carreira poderia ter sido bem maior

Christoph Metzelder pode ser considerado, com certas sobras, o melhor zagueiro do futebol alemão na última década. O veterano acumulou títulos por clubes e disputou 47 partidas pela seleção alemã, titular em duas Copas do Mundo e em uma Eurocopa. Aos 32 anos, anunciou que se despedirá do futebol no próximo sábado. E, apesar do currículo extenso, será bem mais lembrado por tudo aquilo que poderia ter sido.

Levado ao Borussia Dortmund aos 19 anos, Metzelder ganhou a titularidade de imediato. Uma temporada depois, conquistou a Bundesliga com os aurinegros. E a maior exposição veio com o Nationalelf, titular nos sete jogos da campanha do vice-campeonato na Copa do Mundo de 2002. Ao final daquele ano, o alemão acabou eleito pela revista Guerin Sportivo como maior revelação do futebol mundial.

O calvário de Metzelder, contudo, começou exatamente no ano seguinte. O zagueiro rompeu o tendão de Aquiles em março de 2003 e só voltou a campo 21 meses depois. Retomou a carreira no Dortmund e se superou ao ser chamado novamente na seleção. Continuava entre os melhores, mas não no mesmo nível de outrora.

Depois de mais uma boa campanha na Copa do Mundo de 2006, rumou para o Real Madrid. Mais uma vez, as lesões atrapalharam e pouco jogou com os merengues. Voltou à Alemanha em 2010, para encerrar a carreira no Schalke 04, clube que defendeu nas categorias de base. Depois de um desempenho consistente na primeira temporada com os Azuis Reais, chegando às semifinais da Liga dos Campeões, o defensor viu seu espaço minado pelos problemas físicos nos anos seguintes. Em 2012/13, Metzelder entrou em campo apenas sete vezes, a deixa para que pendurasse as chuteiras.

metzelder-fitness-514

“Estou apenas sendo honesto comigo mesmo e sinto que não estou mais fisicamente preparado para jogar. Depois de 13 anos, o fogo dentro de mim, o qual é necessário para esse trabalho, já se esgotou. Olho para trás com gratidão sobre uma carreira fantástica. Não vejo nada que pudesse fazer melhor. Mesmo as lesões, que foram parte da minha história”, declarou Metzelder, ao site oficial do Schalke 04.

“Estive muito próximo de encerrar minha carreira antes. Ainda tenho uma carta de minha companhia de seguros declarando que não poderia praticar esportes novamente. Tinha somente 23 anos, mas lutei para voltar e vivi grandes temporadas, incluindo a participação na Copa do Mundo de 2006 e na Eurocopa de 2008”, complementou o alemão, que a partir de agora se tornará comentarista da TV alemã.

No fim das contas, Metzelder dá a impressão de que poderia ter ido mais longe. O talento do início de carreira foi prejudicado pelas lesões. Uma sequência maior de jogos poderia dar uma amplitude bem maior as suas qualidades. Acaba abaixo das expectativas criadas, como outros nomes de sua geração na Alemanha, como Sebastian Deisler e Sebastian Kehl. O que, de qualquer forma, não o impede de se colocar como o melhor zagueiro alemão desde Jürgen Kohler.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo