Alemanha

Kagawa voltou a usar a camisa 23 no Borussia Dortmund e brilhou em amistoso no Japão

Amistosos de pré-temporada de times europeus em geral servem tanto para avaliar os times quanto os nosos capegans estaduais: nada. Mas ao menos é uma chance de ver os times em campo e entender o que um novo técnico, como Thomas Tuchel, tenta fazer no seu novo clube, o Borussia Dortmund. Nesta terça, os aurinegros golearam o Kawasaki Frontale por 6 a 1 no Japão, com destaque para o herói local, Shinji Kagawa, que marcou dois gols.

LEIA TAMBÉM: Incríveis 54.907 dos 55.000 carnês de temporada do Dortmund foram renovados

Tuchel jogou com Marco Reus como centroavante, o que pode indicar que há pouca confiança nos jogadores ali da posição – leia-se Immobile, especialmente. Mas quem marcou os dois primeiros gols foi Kagawa. O primeiro em um cruzamento do lateral Lukasz Piszczek, o segundo depois de jogada de Reus.

O intervalo serviu para Tuchel mudar o time inteiro, praticamente, com 10 alterações. Foi Aubameyang – outra opção para jogar no centro do ataque – que aumentou o placar, depois de jogada de Gundogan. Ele marcaria outro gol, em uma finalização típica de centroavante, dentro da área.

Vieram então os gols de Maruoka e Stankovic, dois jogadores estrangeiros, mas ambos vindos da base do Dortmund, que fecharam a vitória em 6 a 0. Mais uma vitória tranquila do time, mas contra um adversário que, evidentemente, não tem condições de oferecer muita resistência.

O que fica do primeiro tempo do amistoso é que Kagawa voltou a vestir a camisa 23, que ele jogava antes de se transferir para o Manchester United e com a qual foi um dos melhores jogadores da Bundesliga. Quando voltou, na temporada passada, ele ficou com a camisa 7. É só um detalhe, mas às vezes qualquer mudança faz bem à confiança do jogador. O número da camisa não indica nada, mas os torcedores do Dortmund certamente esperam que o futebol de Kagawa também volte alguns anos. Por isso que os gols neste jogo, mesmo sendo de pré-temporada, animam.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo